Machismo do bem

Logo após as eleições, a galera “descolada” do @portadosfundos divulgou um vídeo onde ridicularizava a vereadora mais votada de Curitiba. Citaram a cidade, e o fato de ter sido a mais votada naquele pleito, relacionando a conquista da mesma com favores sexuais e divulgação de nudes antes das eleições. Só faltou usarem o nome da vereadora e o CPF para deixar mais literal a agressão e a misoginia gratuitas.

O que vimos em seguida foi uma legião de passapanistas passando a mão na cabeça dos pseudo humoristas. Incluindo perfis que se auto proclamam defensores das mulheres, como a @lolaescreva, defendendo os boçais.

A conclusão a que chegue foi: se a mulher não for da nossa turminha progressista, a gente vai fingir que não viu a agressão e o abuso. Vamos passar pano e abafar o caso. Vamos fingir demência e não ter visto as alusões muito claras à uma pessoa específica, apenas porque ela é de um partido do qual não gostamos.

Que ativismo de merda esse. Ativismo fajuto, tem lado e faz vista grossa quando o agressor supostamente está do nosso lado.

O que interessa não é a causa, e sim o partido do qual a pessoa agredida faz parte. Enfim, a hipocrisia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: