Pra não dizer que não falei do natal

natalO natal já passou. E como acontece todo ano, em algum lugar aparece uma reportagem ou post em blog para nos informar de uma suposta “novidade”: Jesus não nasceu em 25 de dezembro! Sério?

E todo ano, reportagens deste tipo recebem centenas de comentários. Uma que eu vi esse ano, mas que na verdade é do natal de 2012, tinha mais de 500 comentários. Pessoas comentando como se fosse uma notícia inédita, algo que vinha sendo mantido escondido por mais de 2000 anos, e só agora tinha sido revelado. Nos comentários, pessoas se digladiam, citando termos como “argumento”, “refutar”, “falácia”, “ad hominen”, “lógica”, “paganismo”, “mitologia”, “fanatismo”, “fundamentalista”. Tem os que dizem que cristão de verdade não comemora o nascimento, e sim, a morte de Jesus, ou seja, a data mais importante para os cristãos, é a Páscoa, e não 25 de dezembro. Faz sentido. Mas não julgo quem tem por tradição, também celebrar o nascimento de Jesus, mesmo que seja numa data simbólica, já que ninguém sabe o dia correto. Saber isso não é importante. O fato de coincidir com um evento que hoje se tornou meramente comercial, seria mais um motivo para comemorar o nascimento de Jesus exatamente nesta data, e lembrar de Jesus e seus ensinamentos, em vez de participar do consumismo desenfreado de final de ano. Só para contrariar o mundo. Certamente seria uma coisa que Jesus faria. : P

Pois é. Mas todo ano é a mesma coisa. Todo ano se repete o debate sobre o porquê de o 25 de dezembro ter sido escolhido para comemorar o nascimento de Jesus. Aquela história toda de solstício e teorias de conspiração, que qualquer um pode descobrir fazendo uma pesquisa no Google, e saber todas as teorias sobre a origem da ideia de papai noel, árvore de natal e tudo o mais, e que a ideia do papai noel se espalhou pelo mundo graças à Coca-cola (afinal as cores da roupa dele são as cores da Coca-cola) e ele usou roupa vermelha pela primeira vez, por obra de um cartunista que o representou com essas cores, e nem faz tanto tempo assim.

E como acontece sempre, todo ano tem alguns que sentem necessidade de responder a todos os cristãos que comentam sobre o assunto, geralmente explicando como comemoram a data. Geralmente um ateu, ou alguém que se diz “cético”, “livre pensador”, “humanista” ou coisa do tipo. Supostamente querendo “abrir os olhos” dos “trouxas” que se baseiam supostamente numa fé cega, para o embuste das religiões que enganam as pessoas inclusive inventando uma data de aniversário para um suposto Jesus que provavelmente nem existiu e que é apenas uma montagem de uns espertos que queriam dominar o mundo e inventaram tudo isso. Deixei a frase sem vírgulas, de propósito, ok?

Posso falar disso com conhecimento de causa, afinal já fiz parte do time “ateístas/humanistas/livre pensadores querendo libertar o mundo da mentira das religiões”. Sim, já perdi muito tempo com discussões deste nível, totalmente inúteis e repetitivas. Religiosos dizem muitas mentiras, é verdade. O que não significa que ateus também não possam mentir. É também verdade que Jesus não nasceu em 25 de dezembro, e que não sabemos a data certa.  Mas nada disso faz Deus ser menos real.

Diz aquela velha letra de música tocada em todo lugar nesta época do ano: “eu pensei que todo mundo fosse filho de papai noel…”. Prefiro ser filha dEle.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: