Sobre marchas, soldados e cabeças de papel

Dias atrás, aconteceu aquela demonstração de poder político de uma ala dos evangélicos, chamada marcha pra Jesus. Li algumas postagens a respeito por aí, e li também sobre um grupo de pessoas que foi na marcha, não para apoiar, mas para protestar contra ela e suas lideranças. E de uma certa confusão decorrente desse protesto.

Está aí uma coisa que eu não faria, protestar na marcha pra Jesus. Mas não porque eu seja a favor dessa manifestação. E sim, porque as pessoas que vão atrás desse “trio elétrico gospel”, vão porque querem. E os líderes, bom, alguém tem dúvida de que eles não estão nem aí para o protesto? Não vão mudar de opinião por causa disso. Ora, fiquei sabendo que houve quem gritasse durante a marcha “Malafaia presidente”. Só por aí dá pra ver como anda a cabeça desse povo, abduzidos por essas lideranças. Deus nos livre!

Já passei da fase de querer mudar o mundo (hoje me contento com uns 100 m de raio à minha volta), só falo o que penso desses caras, quando alguém pergunta alguma coisa. No resto do tempo, não tomo conhecimento do que dizem e fazem, e quando o faço, acabo me arrependendo. Por isso, se tem uma coisa que ninguém nunca vai me ver fazendo, é ir protestar em evento gospel. Deixo-os de lado, que ganho mais.

Informação para essas pessoas, eu creio que não falta. Bastaria ler o novo testamento, para constatar que isso nada tem a ver com Jesus. Se elas continuam, significa que pastores e ovelhas, se merecem. E sendo assim, quem sou eu para separar esses pastores e suas ovelhas? Quem disse que elas iriam se contentar com a simplicidade do evangelho? Elas gostam de show, de espetáculo, gostam de marchar para pensar talvez, que estão fazendo alguma coisa, e que alguma realidade do país vai mudar, porque marcharam atrás de um trio elétrico puxado por “apóstolos” pai-póstolos” (ou seja lá que títulos esses caras inventem, para alimentar as próprias vaidades), usando “abadás gospel” (no caso, tinha gente usando umas palmilhas de papel dentro dos sapatos, com seus pedidos escritos – paganismo gospel). Mas a única coisa que muda, é a sujeira das ruas por onde a marcha passa. E muda para pior.

Por incrível que pareça, tem gente que não consegue acreditar que a graça dEle é um presente, que Deus dá a quem quiser, e não por mérito. Outros, pensam que, em troca, precisam cumprir uma cota de serviços a serem prestados, para merecer o presente, ou arriscam perdê-lo. Outros ainda, pensam que precisam executar certos rituais ou truques para fazer Deus funcionar a seu favor. Desde que existe o cristianismo, isso existe também. Não é uma ideia nova. Muitos vivem a fé cristã, como um gnosticismo ou um paganismo melhorado (ou piorado, depende do ponto de vista), e isso já acontecia no passado. Quanto à idolatria, ela é mais antiga do que o próprio cristianismo. Os hebreus já sofriam com ela, muito tempo antes de Jesus ter andando naqueles desertos. Não sou eu que vou fazer tais coisas desaparecerem.  Eu, me bater em duelo com tais pessoas na rua? Estou fora.

Não vale o estresse. Nem tenho estômago pra isso. No máximo, no máximo, deixo para expressar indignação por aqui. Lê quem quer, entende quem puder, e estamos conversados. Não tenho nada contra soldados, meus dois avôs foram militares, um deles fez carreira no exército, o outro, teve a infelicidade de estar cumprindo o serviço militar obrigatório, na época da Segunda Guerra Mundial, e acabou virando expedicionário da FEB (mas garanto que ele preferia ter ficado aqui no Brasil, cuidando da roça). E ficava tão emocionado quando ia desfilar junto com os outros pracinhas, no 7 de setembro, que morreu exatamente num dia 7 de setembro, vítima de um infarto fulminante. Mas deixo a atividade de marchar, para os soldados.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: