Conselhos

Como o post anterior (Briga de galos) já estava muito grande, resolvi escrever outro. Este, dedicado a você, jovem, que no meio desse bando de galos de briga velhos, cacarejando e fazendo muito barulho, fica perdido, sem saber o que pensar. Cheio de dúvidas, com vergonha do comportamento de alguns destes galos teólogos, que pegam você pelas asas, pelos pés, pelo bico, e tentam te puxar para o lado deles, sem deixar você pensar.

Se é que posso sugerir algo, embora esteja fazendo isto pensando no seu bem, sugiro que em meio a essa gritaria toda, onde de vez em quando, alguns mais exaltados, com sangue nos olhos, largam esporadas violentas, sem nem olhar quem estão atacando, busque a instância superior. Busque Deus, e aprenda de Jesus, que é manso e humilde de coração, e não se fie nos galos de briga, não importa a autoridade que eles aleguem ter. Coloque sua fé toda nEle, e considere todos os demais, como seres falíveis tanto quanto você mesmo é, pecadores, sujeitos a paixões, que podem muitas vezes, agir com motivações obscuras que você ignora (e incitar você, a lutar em causas que talvez um dia você se arrependa de ter se envolvido: cruzadas, inquisições, caça a bruxas, ditaduras etc). Alguns galos, são na verdade, velhas raposas. Não confie neles totalmente e cegamente, jamais. Olhe-os como iguais a você, e não como superiores, que devem ser idolatrados. Porque quando eles cometerem erros, e com certeza cometerão, ninguém está livre disso, se você os idolatra e tem mais fé neles do que em Deus, será atingido. Ficará escandalizado, e a culpa será totalmente sua. A culpa será sua, você entendeu? Seja você o responsável pela sua vida com Deus.

Busque ser mais parecido com Jesus, e não com seu líder ou mentor. Nem sempre ele serve de exemplo a respeito disso, porque como já falei, é falível. Não seja imitador do seu líder, seja imitador de Jesus. Não atrele sua fé, em seres de carne e osso, dos quais você não conhece o coração, nem as motivações interiores. Muitos, vivem eternamente como franguinhos na fé, morrendo de medo de tudo, justamente porque não buscam ter um relacionamento com Deus, por conta própria, independente de outros, sem intermediários. Não seja como eles. Busque Deus e cresça, porque nada nesse mundo, erro nenhum que qualquer pessoa possa cometer, será capaz de abalar a fé, de quem conhece Deus por conta própria, e não por ouvir outros falarem. E quem se relaciona por conta própria com Deus, sabe que a fé não é uma coisa estática, ela é dinâmica e subjetiva, sujeita a altos e baixos, que fazem parte da caminhada. Quem vive com medo de perder isso que chama de fé, mas que na verdade é crença, geralmente são os que idolatram pessoas doutrinas, teologias e instituições, que são coisas falíveis, mutáveis e que, com o tempo, podem desaparecer. Pessoas morrem, instituições religiosas fecham as portas, doutrinas são deixadas de lado, e nada disso faz qualquer diferença, para quem sabe que tem seu próprio corpo, como morada do espírito de Deus. Quem tem relacionamento com Deus, verdadeiramente pessoal, não se assusta com pregação de pastor terrorista, e sabe que nada pode separar pessoas que O buscam, do amor dEle.

Não se fie em experiências e testemunhos pessoais mirabolantes, contados por terceiros, e que são vendidos como mercadorias. Muitos, em busca de fama e dinheiro, mentem, inventam, aumentam e exageram os próprios “testemunhos”, e com anuência dos donos de igreja. A filosofia de fins que justificam meios, foi ensinada por Maquiavel, e não por Jesus. Ela não está nos evangelhos. Não deixe igrejas se apossarem do seu testemunho pessoal, e tratarem isso como objeto de comercialização. Porque depois que você sentir o gosto da fama, e ficar viciado nisso, vai ter que mentir para se manter em evidência, e mentir cada vez mais. Depois, quando a verdade vier à tona, a igreja que lhe incentivou a mentir, e todos os crentes que antes lhe aplaudiam,  lhe virarão as costas sem piedade. A igreja vira as costas a quem deixa de ser útil, com a mesma facilidade com a qual coloca o lixo pra fora. Você será devidamente pisoteado e lançado na mesma vala comum, onde a religião lança todos os que um dia foram bobos úteis. É possível, que algumas vezes a religião volte à vala comum, para buscar um ou outro, quando precisa de alguém para um trabalho sujo específico. Mas, do mesmo jeito que pode usar de novo, alguém que ela mesma jogou no esgoto (e que se disponha a isso, depois de ter sido lançado na lama, em troca de uma volta aos holofotes), lança de volta ao mesmo lugar, tão logo o trabalho sujo tenha terminado, sem nem olhar para trás.

Não acredite logo de cara em quem gosta de afirmar ser muito espiritual. Quem é, de verdade, geralmente não precisa colocar isso nos jornais. Nem gosta.

E não queira ser grande, e fazer muitas coisas para Deus, nem deixe que outros coloquem delírios de grandeza e ufanismo na sua mente. Porque o maior no Reino, é o que mais serve os outros, não o que se julga melhor do que todos, por ter altos cargos e altos salários nas instituições. A ganância e o desejo de usar a religião como escada para subir na vida, já fez muitos se perderem. E ainda faz. Enquanto isso, Jesus lavou os pés dos discípulos. Deus é Pai, não é seu patrão. Você é filho, e não operário padrão. Ganhar o mundo à custa de perder a alma, não me parece uma boa ideia. Fazer prosélitos em massa, não é o mesmo que fazer discípulos. O resultado do proselitismo de massa, está aí, para todo mundo ver. E esse resultado, não é bom. Muita gente sabendo tudo de religião, mas sem saber nada de Jesus.

Não tenha medo de pensar, estudar, filosofar. Aprenda a ler opiniões divergentes das suas, com tranquilidade, como apenas opiniões diferentes das suas, e nada mais. E não como declarações de guerra ou afrontas a Deus, perante as quais acha que deve sacar espadas, ou reagir como quem está à beira de um ataque de nervos. Não interprete como evangélicos costumam ler, encarando tudo que contraria ou parece contrariar o que eles mesmos pensam ou acreditam, como ataque à fé. Pessoas são diferentes e podem ter opiniões diferentes da sua, sem que se possa dizer com segurança, que têm menos fé do que você, ou que estão tentando abalar a sua fé. Quem pode medir a fé alheia além dEle? Não se apresse em acender fogueiras e declarar que determinadas pessoas não são de Deus, e pedir que pessoas sejam crucificadas por suas opiniões, porque um dia você pode ser colocado também numa fogueira. Nunca se sabe. A religião é assim, volúvel e desleal, se volta contra quem antes era “de Deus”. Opiniões mudam com o tempo, e a religião também muda de opinião, embora ela faça questão de varrer crimes cometidos por ela, contra a liberdade de consciência alheia, para baixo dos tapetes eclesiásticos. Essa parte da história, nenhuma religião gosta de discutir. Deve ser por isso, que vivem repetindo os mesmos erros.

Não entre na onda da multidão, porque foi a multidão quem pediu que Jesus fosse morto. Multidões não pensam, apenas reagem. Pare e pense, sozinho, antes de se deixar levar por qualquer movimento organizado contra alguém ou alguma coisa. Passe mais tempo observando antes de tomar partido, se aprofunde nas questões. Deus não lhe deu um cérebro para você se deixar levar pela histeria coletiva. Tem muita gente sendo usada como massa de manobra e curral eleitoral, sem se dar conta. Se não tiver certeza, não participe. Se ficar em dúvida, sente para escrever na areia, ou largue as pedras, e se retire da sessão de apedrejamento. Você terá evitado sua participação na morte de uma pessoa que talvez nem seja culpada. Ou talvez ela não seja mais culpada do que eu e você, ou qualquer outro. A fila do apedrejamento da religião, sempre anda, e ninguém pode garantir que nunca estará no lugar de vítima.

A sua justiça tem que exceder a dos escribas e fariseus hipócritas, esses galos de briga, que querem te ensinar a ser prosélitos de religião, e não imitadores de Jesus.

Mais alguma dúvida?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: