Por que a igreja não fala sobre violência doméstica?

por Michael Spencer

Do Kentucky.com, depois de um assassinato antecedido por um histórico de violência doméstica:

Os novos relatos sobre a morte recente de Amanda Ross, mostram que ela era vítima de violência doméstica. Com base em estatísticas, é sabido que a violência doméstica acontece em todas as comunidades de fiéis do Kentucky. (De acordo com com a Associação contra Violência Doméstica do Kentucky, em 2007, mais de 4 mil pessoas estavam em risco, sendo 2313 mulheres e 1760 crianças.) As comunidades religiosas estão tratando o problema de forma adequada?

Por que a igreja não fala a respeito de violência doméstica?

1. É um problema onde mulheres e crianças são as vítimas do pecado dos homens (primariamente), então temos uma batalha árdua.

2. O ensinamento da Escritura “ame sua esposa como Cristo ama a igreja”, e a sua aplicação, é óbvio, mas nenhuma das listas de pecados de Paulo, ou nossas histórias ou parábolas favoritas, falam sobre caras que batem nas namoradas ou sobre um homem que bate na esposa quando está bêbado.

3. Qual é a recompensa para o pastor que fala sobre isso? Aconselhar mulheres e ouvir segredos embaraçosos. E então… divórcios. Nós todos sabemos como os evangélicos se sentem a respeito de divórcios… ou pelo menos uma boa parte deles.

4. Nunca esteve óbvia a necessidade de a igreja desenvolver seus próprios recursos, com mulheres especializadas em ajudar outras mulheres.

5. Se lidar com esse assunto, alguém na sua igreja pode ir para a cadeia, ou a um advogado. As famílias vão apontar o dedo, telefones irão tocar, e-mails serão enviados, e será tudo culpa sua.

6. Você pode ter certeza que vai chegar muito perto da própria casa. Talvez muito perto de muitos líderes da igreja. Muitas pessoas estão agindo errado. Muitas pessoas são culpadas e muitas pessoas terão que admitir coisas assustadoras. Quem vai querer se envolver nisso?

7. A maior parte dos homens e mulheres prefere ouvir sobre como a submissão resolverá qualquer problema no casamento, e eles precisam que isso esteja correto. É isso que aprenderam e isso que estão ensinando para outras mulheres.  Se alguém diz que estou abandonando um marido que me bate, uma série de problemas ocorre com a versão de submissão da maioria das pessoas. (Não creio que seja necessário, mas penso que se dá ênfase de forma errada na submissão e é necessária a ênfase correta. Amor mútuo em Cristo).

8. Você terá que falar sobre abuso emocional, e agora o círculo ficou muito, muito, muito grande. Você tem certeza que vai querer que as mulheres da igreja comecem a falar sobre isso? Pastor? Pastor? Alôôô?

9. Abuso sexual? Abuso religioso? Abuso financeiro? Muitos tipos de abuso, todos com dinâmicas similares. Vamos apenas dizer que não queremos que as feministas e liberais causem problemas. Quem estamos incentivando com essa discussão? Uh-huh.

10. E, como todos sabem, nós não temos esse tipo de problemas. Nós somos cristãos, não é?

Uma grande saudação, para aquelas igrejas e pastores que estão na linha de frente e envolvidos com esse assunto. Esses são os verdadeiros guerreiros da compaixão, justiça e reconciliação.

Why doesn’t the church talk about domestic abuse? Michael Spencer

Anúncios

5 Responses to Por que a igreja não fala sobre violência doméstica?

  1. silva silva disse:

    É uma coisa bastante absurda, o que ouvi, quando perguntei a um pastor , como eu aconcelharia uma mulher, vitima de agressão fisica, ele me respondeu que a tal deveria continuar orando, para que Deus libertasse o “malvado”… continuasse casada, pois segundo a Biblia não se pode divorciar, só em caso de adulterio… alegando o que DEUS uniu o homem nao separa, só a morte; neste caso será. contudo, foi isto que JESUS, quis transmitir, ou foi uma interpretação erronia destes irmãos…

  2. silva silva disse:

    cont. eu tenho certeza que isto não foi o que JESUS quis falar, pois o casamento vai além de uma obrigação de viver junto, até a morte separar. é constituida por amor, respeito, companherismo, etc, mas nunca por violencia, para mim isto é uma violação dos votos. será que devemos usar a palavra para punir os irmaos(as), vitimas de agressão fisica, ou verbal a continuar casados , com a sequinte ameaça se divorciar terão que continuar sozinhos e se casarem estarao cometendo adulterio continuo e nisto não serão salvos?

  3. silva silva disse:

    cont2 . será que o projeto de DEUS se resume a isto, condenados a viverem juntos, até a morte os separem… como eles ensinam?

  4. siva disse:

    é estranho como às igrejas e outros irmãos que são contra o divorcio, não falam, ou pregam sobre a violencia conjugal…eu também já ouvi isto que a mulher deve orar para que DEUS liberte oo malvado..
    mas se fosse uma filha deles, será que o discurso seria o mesmo? até que me espantei que uma mulher,
    postou que a outra deveria orar, mas se fosse ela o discurso seria o mesmo?

  5. siva disse:

    cont. não acredito que todos os casamentos DEUS uniu e também que JESUS condenou as pessoas viverem juntas sem amar, pois neste caso será até a morte os separem, isto é até que um mate o outro….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: