O cão samaritano…

Hoje, em meio às notícias sobre a tragédia no Japão, uma cena comovente, protagonizada por dois cães. Um, ferido, estava caído e estendido no chão em meio a escombros e poças d’água. O segundo cão, ao ver pessoas se aproximando, foi na direção das pessoas, latiu e voltou. Sentou-se ao lado do cão que estava caído, e fez com que o cão machucado se mexesse, para que as pessoas vissem que ele estava vivo.

Foi como se o cachorro estivesse dizendo: “se vão me resgatar, por favor, levem esse meu amigo que está ferido junto, porque sozinho eu não vou.”

Vendo a cena, fiquei pensando na forma como a igreja evangélica em geral, trata seus feridos (pessoas que erram, que caem, pessoas com problemas, pessoas que não se comportam como os outros acham que deviam se comportar). Quantos feridos essa instituição já deixou pra trás, abandonados ao longo do caminho? Quantas vezes ela simplesmente virou as costas aos seus próprios membros feridos? Até um cão pode ser capaz de um ato de compaixão, e agir de forma mais nobre do que muitos de nós, seres humanos, que supostamente pretendemos ser imagem de Deus.

Quantas vezes, deixamos de lado determinadas pessoas, que antes eram da “família”, só porque vai “pegar mal” pra nós, diante da “igreja”, sermos vistos com quem foi declarado “impuro” pela religião?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: