Desabafo

Até pouco tempo atrás, na minha lista de favoritos, havia vários blogs escritos por cristãos brasileiros, os quais eu acompanhava sempre que possível. Mas aos poucos a lista foi diminuindo, diminuindo, e hoje acompanho alguns poucos, algumas honrosas exceções. Cansei de ler sempre os mesmos textos, onde cristãos se digladiam entre si, protestantes falando mal de católicos, de espíritas, islâmicos e de umbandistas, católicos falando mal de protestantes, protestantes tradicionais falando mal dos pentecostais e neopentecostais, pentecostais e neopentecostais falando mal de todos os outros, e todo eles falando mal de ateus, de homossexuais e de evolucionistas, onde sobram acusações, xingamentos, falta de amor, desonestidade, prostituição, mentira, corporativismo, onde um tenta esvaziar a igreja do concorrente, ou então sempre os mesmos textos discutindo sobre o que é pecado e o que não é pecado, ou então os textos e vídeos dos vendedores de unção e milagres pedindo mais uma oferta, oferecendo mais um produto, manipulando descaradamente as pessoas, fazendo conchavos por baixo dos panos, um tentando puxar o tapete do outro, ou incitando pessoas ao ódio contra todos os que pensam diferente deles mesmos. Essa mentalidade tribal me dá ânsias, essa mentalidade de “nós amigos de Deus” contra “eles os inimigos de Deus”, os quais temos que supostamente odiar, não é nada cristã, me dá NOJO, me enche de VERGONHA. Os blogs que mais tenho acompanhado, não são em português, porque em português está cada vez mais difícil de se encontrar coisas realmente boas, importantes, reflexivas, que inspirem, num mundo onde se vive de forma cada vez mais acelerada, e bombardeados por novas informações todo minuto. Não tenho mais paciência para ler textos onde se fala sobre “separação do mundo”, como se a vida fosse dividida em compartimentos de onde se entra e se sai. A vida é uma coisa só, não tem compartimentos sagrados e profanos, toda ela é sagrada. Também não tenho mais paciência para discutir com religiosos que precisam estar em guerra contra a ciência, para manter seu próprio poder, que mentem descaradamente em “defesa da fé”, e se não mentem descaradamente, repetem as mentiras que outros disseram e continuam repetindo, mesmo depois de serem alertados, ou religiosos que tentam dominar as pessoas usando ameaças e espalhando o medo e o terror, e alimentando teorias de conspiração ridículas e mentirosas. Querem continuar assim, continuem, cada um é livre para escolher. Mas não esperem que eu compactue com suas mentiras, falácias e abusos, em nome de uma suposta “unidade” que na verdade não existe, porque o Jesus que eu sigo não parece ser o mesmo de vocês, então não tem como existir unidade. Inventem outro “ismo” para vocês, porque isso não é cristianismo.

Teologia da prosperidade é errada? Sim, mas as pessoas que frequentam essas igrejas de prosperidade, já devem ter cansado de ler sobre isso, já estão mais do que alertadas e, entretanto, continuam lá. Porque o problema delas, é que no geral, elas são ambiciosas, gananciosas, egoístas, materialistas; uma igreja que não venda prosperidade, mas pregue humildade, simplicidade, amor ao próximo, dar a outra face, amar os inimigos, orar por quem nos persegue, mansidão, negar a si mesmo, dividir o que se tem sobrando com quem passa necessidade (e não enriquecendo um pastor que já tem tudo e quer sempre ter mais), que não seja sectarista e semeadora de preconceitos e sentimentos tribais de ódio, que torne as pessoas discípulos de Jesus de verdade, cheios de compaixão e amor por todas as pessoas, que vivem para ser sal e luz nesse mundo, aqui e agora, e não como se já estivessem na eternidade, alheios à realidade, alienados, bitolados, dentro de uma matrix religiosa onde só quem é “dos nossos” interessa, uma igreja dessas não interessa a elas. O que elas querem é somente pedir, pedir, pedir, ganhar, ganhar, ganhar, receber, receber, receber, como crianças mimadas e malcriadas, que fazem escândalo quando os pais não dão a elas o que elas acham que têm direito de ganhar. Elas nunca ficarão satisfeitas, principalmente tendo um pastor que faz lavagem cerebral e alimenta ainda mais a ganância, prometendo mundos e fundos, bençãos, unção, saúde e prosperidade, caso elas sejam dizimistas fiéis, e ofertem muito dinheiro. Contribuir com seu dinheiro, é a única condição necessária, não se fala em caráter, valores, virtudes cristãs, e justamente porque não se fala nessas coisas, é que as pessoas se sentem ainda mais confortáveis nesses lugares. Ele apenas está explorando uma fraqueza que essas pessoas têm. E elas se sentem mais confortáveis, acham que é certo ser ganancioso, se for dentro de um lugar chamado igreja, suposta “casa de Deus”, e se for dando dinheiro pra um pastor que, no fundo, é tão ou mais ganancioso do que elas, e com certeza, é bem mais esperto.  Que quebrem a cara então (e me desculpem se isso soar pouco compassivo da minha parte, mas não acho que elas sejam todas inocentes, pastores e ovelhas, se merecem), já que se ofendem e xingam todo mundo de forma violenta, quando são alertadas em amor. Receber cachês milionários para pregar e cantar é errado? Sim, mas apesar de tudo que já foi dito e escrito sobre esse assunto, eles continuam cobrando seus cachês milionários, e sempre tem quem pague para assistir. Então meus amigos, deixemos os mortos enterrarem seus mortos. Quer seguir a teologia da prosperidade, acreditar em mercadores de ilusões, comprar unção, enriquecer pastor que só quer tirar tudo o que você tem e colocar na conta dele mesmo, enriquecer músicos que muitas vezes produzem música de péssima qualidade e te obrigam a engolir porque é “gospel” (a guerra contra a música “do mundo” não passa de uma forma de reservar o mercado apenas para eles próprios, os produtores de lixo gospel – as exceções que não se sentirem vestidas com a carapuça, que se excluam), quer passar por sessão de libertação e descarrego toda semana, viver com medo do diabo e vendo mensagens diabólicas em rótulos de coca-cola, fazer macumba gospel, comprar amuletos, marchar “pra Jesus” (mas na verdade você marcha pra que a sua igreja possa mostrar que tem poder político e votos fáceis a serem comercializados e barganhados), rolar no chão,  latir, uivar, ganir, engatinhar, imitar leão ou outros bichos, babar, cair de costas, ter ataque histérico, ser manipulado, ouvir um pastor berrando feito louco, e brandindo a bíblia como se fosse uma arma, e te chamando de ladrão de Deus porque não deu dinheiro suficiente, quer seguir doutrinas humanas, se deixar escravizar, se deixar ser usado como massa de manobra política, quer financiar os luxos e caprichos de um bando de líderes ególatras, pensando que vai ter retorno depois? Pois que seja. É a sua vontade, vá e faça bom proveito. Mas não venha chorar nem reclamar, depois que o pastor tiver tirado todos os seus bens, ou a cura que ele prometeu não vier, ou o emprego que ele garantiu que você conseguiria indo na igreja, dizimando e ofertando mesmo desempregado, não aparecer, ou quando aquele político no qual ele mandou você votar, se envolver em escândalos e corrupção, ou quando você simplesmente se der conta, finalmente, de que foi enganado, ludibriado, usado e abusado por um oportunista, e que ele colocou  a culpa toda em você, disse que você é que não teve fé ou tinha pecado escondido, isso quando não culpa também o diabo, ele que tem as costas largas para levar a culpa de tudo. E você, não vá colocar a culpa em Deus depois. Você procurou isso, procurou a igreja para barganhar com Deus achando que ia conseguir, vai reclamar do quê?

E não venha me criticar porque não participo dessa loucura, dessa histeria, dessa neurose, dessa vergonha que vocês chamam, sem escrúpulo algum, de cristianismo, de evangelho. Não venham me dizer que isso é o que Jesus ensinou. Muita coisa se faz em nome de Deus e em nome de Jesus, até milagres. Repetir o nome de Deus ou de Jesus em chavões, palavras de ordem e frases de efeito, não faz de ninguém um discípulo.

Meu desejo é que um dia você abra os olhos, e experimente a verdadeira liberdade em Cristo, que não precisa de uma casta sacerdotal intermediária que custa muito dinheiro e cada vez mais dinheiro para ter seus luxos e insanidades bancados, não precisa de templos suntuosos, de manipulação, demonstrações de poder político e financeiro, não precisa de levitas, nem de arca da aliança, nem de shofar, nem de lenço ungido, nem de fogueira santa, nem de descarrego, arruda, sal grosso, nem de um espertalhão que você acha que é homem de Deus, só porque ele mesmo diz que é e aprendeu a manipular as massas em cima de um púlpito. A liberdade cristã só precisa de uma pessoa disposta a ser, ela mesma, expressão do amor de Deus pelo mundo. No dia que você experimentar isso, duvido muito que vai conseguir voltar a esses lugares insalubres que ostentam placa com nome de igreja.

As exceções existem, e seria insuportável esse mundo se elas não existissem, o ar seria irrespirável.

Aos amigos da blogosfera, deixem o esterco para quem gosta de se revirar nele. Porque quanto mais vocês mexerem no esterco, mais vai feder. Quem está procurando o evangelho, ser discípulo, de verdade, quem está procurando luz, há de saber onde procurar. Quem estiver procurando pilhas de esterco para revirar, também sabe onde encontrar (basta seguir as varejeiras), e se está procurando isso, que chafurde na lama, fique fedendo e seja feliz. Quem gosta de esterco, não vai se sentir bem num lugar limpo e perfumado. E quem mexe e convive com esterco, cheira como esterco, mesmo não sendo esterco, e ainda fica com o cheiro de esterco no nariz por um bom tempo.

E não, não estou falando pra vocês não denunciarem mais os abusos, as mentiras, a desonestidade, os escândalos, a corrupção, o falso cristianismo. Estou pedindo para falarem de outras coisas também. Estou falando de injetar um pouco de ar puro nos blogs, para atenuar um pouco o cheiro de esterco, que já se torna insuportável.

Anúncios

2 Responses to Desabafo

  1. Andrea disse:

    Em tempo: em vez de esperar que vocês inventem outro “ismo” pra si mesmos, prefiro eu deixar esse “ismo” pra vcs…

  2. FABIANA disse:

    O SEU DESABAFO ME CHAMOU ATENÇÃO,ALGUMAS PALAVRAS IGUAIS AS QUE PASSAM NA MINHA MENTE EM RELAÇÃO AO EVANGELHO HOJE, OUTRO DIA ACHEI QUE A SENSAÇÃO QUE TENHO É QUE ESTOU NUMA SALA DE VIDRO E AS PESSOAS DO OUTRO LADO NÃO ENTENDEM OQUE FALO,OU MELHOR O QUE GRITO,
    TO CHEIA DESSE NEGOCIO DE CATÓLICO QUE ACHA QUE CRENTE É A ESCÓRIA DO MUNDO,CRENTE QUE ACHA QUE TODOS OS OUTROS VÃO PRO INFERNO E SÓ ELE PRO CÉU,E POR AÍ VAI
    CRENTES SURTADOS QUE VEM COM O DEDO EM RISTE,TE ESCULACHANDO,A BENDITA PROSPERIDADE E BLA BLÁ BLÁ,
    O PASTOR PAULO LUTHERO DE MELO DISSE EM UM CULTO EXBIDO NO PROGRAMA DEL:O POVO ESTÁ VOLTANDO PRO EGITO!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: