Cristianismo:salvação ou perdição?

Vale a pena ler de novo:

Por outro lado, é igualmente possível sublinhar os aspectos tribais do cristianismo – os elementos que reforçam no homem um impulso autocrático a impor aos outros seus próprios valores, que reforçam sua convicção elitista da própria superioridade, que reforçam um senso de hipocrisia, santimônia e auto-contentamento. Esta é a tendência do fundamentalismo dos Estados Unidos e das crenças congêneres em outros países. O fundamentalismo se funda não nas virtudes cristãs reconhecidas da caridade, do perdão e da compreensão, mas na guerra – num conflito épico imaginário entre as pretensas “forças de Deus” e as de Seu inimigo. A realidade é reduzida a uma simples questão de “nós” e “eles”. A crença se define em função do seu oposto, são seus aliados tudo e todos que não estão do outro lado. Qualquer coisa que pareça se opor a certos preceitos básicos – não de Jesus, em geral, mas da congregação e baseado na sua própria interpretação idiossincrática das Escrituras – é, ipso facto, amaldiçoada.

Qual Cristianismo você prefere? Aquele que é capaz de dar respostas e sentido para a vida e para a humanidade, na busca da paz, da virtude pessoal, do amor ao próximo; ou aquele que transforma os cristãos em membros de uma tribo que se considera “escolhida”, “especial”, acima dos outros seres humanos,  que pretende e anseia, com um prazer doentio, ver seus “inimigos”, os “ímpios” destruídos num “armagedon” provocado por eles, de propósito, “em nome de Deus”?

Salvação ou perdição? O Cristianismo que você segue, visa ajudar a humanidade, ou acabar com ela o mais rápido possível?

E não me venham com profecias… se as coisas estão do jeito que estão, é porque nós temos nos recusado a cumprir nosso papel de tornar nosso planeta um lugar mais JUSTO, e JUSTO PARA TODOS, e não só para os membros da nossa “tribo escolhida”. Nós provocamos o caos em todos os níveis com nossa negligência, e depois aceitamos os resultados (fome, epidemias, poluição, destruição, guerras), como sendo o suposto cumprimento de uma “profecia apocalíptica”. Nosso papel como cristãos é contribuir com o CAOS, ou ser SAL e LUZ para a humanidade?

Postagem original: Cristianismo: salvação ou perdição para a humanidade?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: