Salvos da perfeição – Elienai Cabral Júnior

-image-livros-SDP_frente_web2Sobre o Livro: Não é difícil perceber, entre cristãos, um jeito “angelical” de ser. Em nome de Deus insinuamos um ideal de santidade e nos impomos uma agenda “divina”: uma vida sem contradições, dúvidas, aflições. E, pior, sem pequenos prazeres, sem alegrias banais.

Porém, o Deus bíblico insiste em se encontrar conosco não em “outra vida”, mas na vida mesma que temos. Ele quer nos ajudar a vencer a pretensão venenosa, insinuada pela Serpente, de uma vida perfeita. Salvos da Perfeição foi escrito para nos livrar deste veneno.

Um trecho do primeiro capítulo:

[…]Se Moisés vivesse em nossos dias, em uma grande cidade como São Paulo, talvez fosse um profissional liberal. Diariamente teria que cruzar a cidade, visitar clientes, enfrentar engarrafamentos, lidar com a violência, administrar o estresse da vida urbana. Certo dia, em uma dessas esquinas da cidade, ele veria algo especial. Um sinal convidativo de Deus. O espaço de seu encontro com Deus seria tão banal como o descrito no Êxodo. Portanto, nada justifica que qualquer pessoa sinta-se excluída da mesma possibilidade de encontrá-lo nas esquinas da vida.

O Deus bíblico é o Deus que se revelará a nós na próxima esquina. Ele insiste em se encontrar conosco pelas esquinas da nossa rotina, mas com frequência o desprezamos pela dureza do nosso coração: ativismo, insensibilidade, obsessão insaciável por conquistas. Porém, essa dureza de coração não é ingênua, é sofisticada. É uma dicotomia. Mistificamos ambientes e instantes, o templo e o culto, e dessacralizamos a maior parte da nossa vida, o trabalho, o quarto do casal, o trânsito e a correria diária. Dessa forma, artificializamos a vida e fugimos do confronto de nossas verdades com o divino.[…]

[…]Grande parte das nossas encrencas começa com o enfado que sentimos pela vida que temos. Enfadados, desistimos de olhar com cuidado, de encontrar valores a serem garimpados com sensibilidade na vida comum. Entediados com a vida, tornamo-nos presas fáceis dos mercadores de ilusões. É o jovem que aceita experimentar droga. É a menina pobre que torna-se prostituta na Europa. É o homem que se encanta pela mulher que não é a sua. É o religioso que se sujeita às promessas do primeiro “guru” que aparece. É a igreja que implanta pacotes de administração de igrejas estrangeiras, na busca cega por crescimento numérico. Tudo para encontrar em uma “outra vida” um entusiasmo que essa “mesma vida” parece ter esgotado.

Entretanto, se observarmos com cuidado o Deus da Bíblia, descobriremos que ele fez a opção de se encontrar conosco não em “outra vida”, mas na vida mesma que temos, nas esquinas banais da nossa existência.[…]

Salvos da perfeição – Elienai Cabral Júnior – Editora Ultimato

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: