Sobre Deus e tudo o mais…

Deus predestina pessoas ao inferno?

Se é assim, então Ele não ama todos os homens. Porque se amasse todos os homens, a vontade dEle seria salvar todos, e não salvar alguns e condenar outros por antecipação. É Deus que predestina as pessoas, ou são as pessoas que só querem salvar quem elas gostam, e deixar os inimigos de fora? Deus predestina as pessoas, ou são as pessoas que querem transformar a eternidade num clubinho particular, onde só seus amigos e  iguais podem entrar?

Alguém realmente acredita que é capaz de entender e explicar Deus de forma perfeita e absoluta, sendo que só Ele é perfeito e absoluto? Nós, pobres de nós, seres humanos limitados, preconceituosos, nem ao menos somos capazes de amar como Ele ama, e nos julgamos capazes de fixar Deus na nossa teologia? Ai dEle se resolver se comportar como Deus e não obedecer nossa teologia…

O homem não é incapaz de fazer o bem, o que acontece é que fazer o mal é bem mais fácil. E fazer coisas como: amar os inimigos, abençoar quem nos amaldiçoa, dar a outra face, perdoar as ofensas, andar mais uma milha, estão acima da capacidade humana. Você precisa se esforçar para fazer essas coisas. Já pra ser mentiroso se isso te beneficia de alguma forma, dar a rasteira em alguém que esteja atrapalhando sua vida, repudiar as pessoas, odiar e desejar vingança e castigo para os outros, tudo isso é muito fácil de fazer. Difícil é amar pessoas das quais não gostamos, amar pessoas que nos odeiam e nos perseguem. Nisso nós temos que reconhecer nossa incapacidade, precisamos ser capacitados por Ele.  O bem que eu quero fazer, não faço, e o mal que não quero fazer, faço. Deus nos ajuda nisso, mas antes, cabe a nós querer, buscar, tentar, e em seguida reconhecer que por nossa própria força, não somos capazes. E nos submeter a Ele, de onde virá esse amor do qual nós som0s incapazes por nós mesmos.

Deus é tão poderoso que não precisa nos tratar como marionetes. Se somos marionetes predestinadas por Ele, então não podemos ser responsabilizados por coisa alguma que fazemos ou deixamos de fazer. Muito conveniente, não é? Só que Ele mesmo nos diz que somos responsáveis por nossos atos. E se somos como bonecos, novamente Deus não nos ama como dizem que ama, porque não existe amor sem um certo grau de liberdade. Claro, se você limita o amor de Deus à sua própria incapacidade de amar (amor condicional ao desempenho), óbvio que não vai fazer sentido para você, um Deus que deseja obediência por amor, e não por coação.

O mal do cristianismo são exatamente os radicais, aqueles que ficam nos extremos  de suas teologias particulares, fazendo guerra contra os que estão no outro extremo. Eu não sigo Calvino, nem Lutero, nem qualquer outro teólogo. Sigo Jesus, me relaciono com Deus.

Óbvio que Deus previu que nós erraríamos. Ele nos fez humanos, lembram? E não bonecos teleguiados. E deixou claro que não importa o quanto se erre, o que importa é que voltemos como o filho pródigo, arrependidos. Ele nos recebe como um Pai amoroso. Um Pai amoroso faz todas as escolhas no lugar dos filhos? Determina a profissão que devem seguir, escolhem a pessoa com quem vão casar, onde vão trabalhar, de que tipo de música devem gostar? Ou permitem que cada um dos filhos desenvolva o próprio potencial e procure ser feliz, desde que dentro dos limites éticos, sem prejudicar outras pessoas? Importa a Ele que onde você estiver, seja qual for o trabalho que você tenha, você esteja fazendo diferença, sendo luz, sendo sal. Que sejamos em qualquer lugar a imagem dEle, expressando o amor dEle para o próximo, denunciando as injustiças, lutando por um mundo melhor, e isso começando por nós mesmos.

Soberania de Deus  e liberdade de escolha do homem, coexistindo ao mesmo tempo, cada uma com suas próprias proporções, não fazem sentido pra você? Lógico, você não é Deus, lembra? Enquanto você está aí, de armas na mão, defendendo sua teologia, e exigindo que as pessoas se posicionem em algum dos extremos (predestinação x livre arbítrio), Deus apenas espera que você ame seu próximo tanto quanto você ama a si mesmo. E Ele já deu o exemplo, amando você primeiro.

De novo: nós somos o corpo, as ações cabem a nós. Nós que temos os braços por meio dos quais Deus deseja dar um abraço amoroso numa pessoa. Nós que temos a boca por meio da qual Ele deseja dizer que ama o nosso próximo, e denunciar  injustiças. Nós temos os pés que caminham e encontram pelo caminho as pessoas que Deus está procurando. Nós que temos as mãos que repartem o pão, com aquela pessoa que está passando necessidade, e que Deus deseja alimentar. E podemos sim mudar a história, como os cristãos dos primeiros séculos do cristianismo, fizeram. Basta tentarmos ser cristãos de verdade, querer fazer diferença, em vez de se conformar ao mundo. Se tentássemos apenas isso, cada um de nós que se diz cristão, em vez de negar o abraço, fechar a boca, ficar sentado no banco da igreja esperando o mundo acabar, e esconder nossas mãos nos bolsos, em vez de usá-las para repartir o pão, já pensou o que aconteceria? Seríamos perseguidos, odiados, as pessoas que se beneficiam da injustiça e do “status quo“, nos odiariam, mas ao mesmo tempo não teriam do que nos acusar; como os fariseus que armavam estratégias para acusar Jesus e matá-lo, porque não tinham do que o acusar. Já pensou, saber o que é ser perseguido por procurar a justiça e a paz?

Não deixe a teologia que te ensinaram, transformar você num acomodado, ou pior, num covarde, conformado ao mundo. Pare de usar a teologia, criada por homens, como justificativa para continuar ignorando o que Jesus ensinou.

Reino de Deus é justiça e paz. E a verdadeira religião, cuidar dos órfãos e das viúvas. E toda a lei se resume nisso: amar a Deus sobre todas as coisas, e amar ao próximo como a si mesmo. Qualquer coisa fora disso, é má teologia, que leva ao comodismo e à covardia. Não vos conformeis a esse mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente.

Não se conformar ao mundo, tem a ver com não aceitar o mundo do jeito que está, e nem se igualar ao mundo, não se adaptar aos seus padrões de injustiça e maldade. Ser sal e luz no mundo, implica em brilhar onde há escuridão, e temperar onde não existe sabor. E me transformar pela renovação da mente, implica em começar por mim mesma. Deus não proporia esse desafio, se nos visse como incapazes de fazer qualquer diferença. Isso é desculpa de quem quer que as coisas continuem como estão.

O que nos falta não é capacidade, afinal, a capacidade vem dEle. O que nos falta é coragem. Falta acreditar que Deus está mesmo no controle, é o cabeça de tudo, mas precisa de um corpo trabalhando, se mexendo; sem o corpo funcionando como deveria, todas as suas partes trabalhando juntas com harmonia, a cabeça pode planejar e sonhar o quanto quiser, mas não executa muita coisa. Ele nos fez imagem e semelhança dEle, mas não iguais; livres, e ao mesmo tempo, dependentes dEle para expressar esse amor que está além da nossa capacidade, e superar o discurso, partindo para a ação. E em nada disso existe contradição.

Não, você não precisa concordar com nada do que acabei de escrever. Mas se você discorda, que seja usando como base o que Jesus ensinou. É meu último pedido antes do apedrejamento… = P

Se me perguntar se fico com a predestinação ou o livre arbítrio, respondo que não fico com nenhum dos dois, mas com ambos ao mesmo tempo, na medida dEle, o único que sabe todas as coisas. Não quero mais perder meu tempo dissecando Deus, justamente por Ele ser Deus, e eu não.  Sequer estou preocupada em perder tempo querendo saber quem tem razão nessa briga teológica. O dono da razão, é Ele. Nós sempre estaremos errados diante dEle, principalmente quando esquecemos o essencial, que é não ser ouvinte esquecido, mas fazedor da obra. Ser fazedor da obra, quer dizer que temos um papel ativo nisso tudo, e que tudo vai mal quando não assumimos nossas responsabilidades, conosco mesmos e com o próximo, e também com o próprio planeta.  Não acredito em declarações de fé que não levam as pessoas a agir. São apenas palavras ao vento. Vaidade inútil.

Anúncios

One Response to Sobre Deus e tudo o mais…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: