Misericórdia, e não sacrifício

Mateus 9:13

Eu disse: “Senhor, quero agora ser seu e não meu. Dou-lhe então meu dinheiro, meu carro – até mesmo minha casa”.

Então, complacente e satisfeito, descansei com um sorriso, sussurrando a Deus: “Aposto como faz tempo que alguém deu tanto – tão voluntariamente!”. Sua resposta surpreendeu-me.

Ele replicou:

    “Não é assim, na verdade”.

    “Nenhum dia passou desde o princípio dos tempos sem que alguém tivesse oferecido magros níqueis e centavos, altares e cruzes de ouro, contribuições e penitências, monumentos de pedra e torres. Mas, por que não arrependimento?”

    “O dinheiro, as estátuas, as catedrais que construíram,
    Pensam realmente que preciso de suas ofertas?
    De que vale o dinheiro quando serve apenas para aliviar a consciência torpe que tantos possuem?”

    “Seus lábios não conhecem orações. Seus olhos não abrigam sentimentos de compaixão.
    Mas vocês vão à igreja (quando isso é moda)”.

    “Dê-me apenas uma lágrima – um coração pronto para ser moldado.
    E lhe darei uma missão – uma mensagem tão ousada – que um incêndio será ateado,
    Onde antes tudo estava morto.
    E seu coração arderá em chamas, abrasado pelo espírito
    De minha existência”.

Enfiei as mãos nos bolsos e chutei o pó do chão. É difícil ser corrigido (acho que meus sentimentos foram feridos). Mas valeu a pena para compreender a idéia.

Max Lucado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: