Apóstolo ou Vidente?

Previsões para 2009 feitas por um “apóstolo”:

1. “Pessoas que perderam membros do corpo pelo câncer e por distintas doenças terminais, bem como acidentes, experimentarão a reconstrução desses órgãos e membros.” (que tipo de profecia é essa?)

2. “Recursos financeiros sobrenaturais transferidos para a igreja”: mesmo que isso crie situações complicadas com a Receita Federal (como assim, problemas com a receita federal? ter problemas com a receita federal é coisa que vem de DEUS, tem certeza?)

3. “Apóstolos de mercado” emergirão e serão reconhecidos na Igreja, trazendo estratégias para a transferência de riqueza. (O que será um apóstolo de mercado? um apóstolo capitalista? um apóstolo banqueiro? onde está essa categoria de apóstolo na Bíblia?)

4. Operação sobrenatural dos “anjos financeiros” trará vitórias sobre as dívidas. (anjos o quê? financeiros? faça-me o favor, né? estude a bíblia e me explique de onde tirou isso).

5. Cadeias de televisão seculares abrirão as portas para programas cristãos, mas também muitas delas quebrarão financeiramente e serão transferidas para a igreja: e tempos de crise, isso está longe de ser uma boa notícia. (transferidas para a igreja para a igreja usar isso pra passar mais péssimos programas, que só falam em prosperidade e ganhar mais dinheiro – qual a diferença entre “secular” e “evangélico” aqui, se a meta será a mesma: ganhar dinheiro?)

6. Dança profética que liberará sobre a Igreja o espírito da Noiva que clama: “Vem Senhor Jesus”. Os céus se abrirão a partir da dança profética e de uma nova paixão que se acenderá em nossos corações: neste caso, a dança deixa de ser uma mera manifestação artística para se tornar um ritual místico. (nem vou comentar).

7. O “ano do profeta”. O poder de ressurreição será liberado por meio da palavra profética. Um ano para que a Igreja entre na dimensão profética e libere o “DAVAR” (“palavra criativa”), a fim de que as coisas aconteçam. Um ano para profetizar as mudanças de Deus. Escolas e companhias proféticas serão levantadas com muito poder. (O que nós temos que fazer é tentar ser cristãos de verdade e buscar o Reino de Deus e a sua JUSTIÇA).

A que ponto chegamos. Será que já é o fundo do poço, ou vamos descobrir que o fundo do poço em que a igreja evangélica brasileira em geral se encontra hoje, tem subsolo?

Anúncios

2 Responses to Apóstolo ou Vidente?

  1. moacir ferreira oliveira lima disse:

    Bem, pelo que pude observar vc gosta mesmo de saber o que os apostolos dizem né! O que gostaria de dizer de fato é que antes de postarmos qualquer comentário devemos ter o cuidado de denunciar claramente uma heresia ou erro teológico-bíblico gritante e de forma clara. Existe toda uma responsabilidade ao tratar de fatos desta natureza pois acabamos nos tornando “juizes da lei” e isso é condenado pelo senhor Jesus Cristo, fora o fato de estar fazendo chacotas com homens consagrados e separados por Deus para o execício do santo ofício. “Não toqueis nos meus ungidos, e não maltrateis os meus profetas.” Salmos 105:15.
    CUIDADO IRMÃO, A SANTIDADE DE DEUS É COISA SÉRIA E AQUILO QUE ELE SANTIFICA E CONSAGRA TAMBÉM O É!

    • Andrea disse:

      Olá Moacir,
      Enquanto vc continuar usando a frase “não toqueis nos meus ungidos”, fora de contexto, para justificar barbaridades como essas ditas por esse “apóstolo”, o cristianismo vai continuar sendo visto pelo mundo como uma enganação, uma mentira que usam para tirar dinheiro de crentes otários. Vc é quem devia, biblicamente, atestar o que o “apóstolo” disse, mas preferiu simplesmente usar as frases prontas que todos eles usam. E quanto a julgar, estamos livres para julgar desde que seja pela reta justiça, ou seja, o fato de uma pessoa se intitular “apóstolo” não lhe dá o direito de falar e fazer o que quiser sem ser questionado. O cristianismo precisa se livrar desse tipo de manipuladores e voltar para a simplicidade do evangelho, voltar a Jesus. Ser cristão não é sinônimo de se deixar enganar e engolir tudo de errado que esses supostos “apóstolos” dizem e fazem, como se eles fossem maiores do que o próprio Deus, intocáveis, isentos de erro e perfeitos. Os erros devem sim ser apontados, e ele deve ter humildade para se corrigir, e não achar que ninguém tem direito de corrigi-lo. Se a igreja corrigisse a si mesma, não precisaria ser julgada. Abra sua mente e encontre outros argumentos para justificar as bobagens que são ditas nos púlpitos em nome de Deus, porque essa de não tocar nos ungidos, não cola mais, sinto muito. Sem mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: