Idolatria evangélica a Israel: onde vamos parar?

Os hebreus no Antigo Testamento eram conhecidos pela sua freqüente queda diante da idolatria. Era talvez o pecado no qual eles mais incorriam. E os evangélicos, esquecendo o Novo Testamento e as doutrinas mais básicas do Cristianismo, estão caindo num novo tipo de idolatria: a idolatria de símbolos judaicos e do Estado secular de Israel.

arca2A arca da aliança está de volta, invadiu as igrejas evangélicas. Nosso povo tendente a superstição e preguiçoso para estudar, busca objetos sobre os quais possa apoiar sua fé. Isso é idolatria, e a idolatria é totalmente contrária ao culto em espírito e verdade que se espera dos cristãos. Isso sem falar na idolatria à outros símbolos judaicos, como a Menorah, o Shofar, e o culto à bandeira do estado secular de Israel, sendo que para nós cristãos, não existe mais judeu nem grego, todos são iguais diante de Deus. Vale mencionar também as excursões de evangélicos a Israel, muitas delas para participar de rituais de “fogueira santa”, e banhar-se no rio Jordão, como se suas águas fossem milagrosas, ou levar de lembrança um pouquinho de areia dos desertos. E claro, não se esqueçam do óleo ungido de Israel.

Até quando vamos cair nos mesmos erros? Será que os evangélicos ainda não entenderam que nós cristãos estamos sob a graça e não mais sob a lei? Será que ainda não entenderam que não somos judeus? Ligar-se ao estado secular de Israel de alguma forma, mesmo corrompendo o evangelho de Jesus, tornou-se uma obsessão dos evangélicos, deve ter até algum fundo patológico, devem se achar inferiores por serem cristãos, querem ser judeus, ter status de judeus sem serem judeus de fato.  Então meus caros, se é assim, abandonem o Cristianismo e abracem o Judaísmo, circuncidem-se e sigam todos os rituais judaicos, é melhor isso do que continuar essa palhaçada idólatra.  Escolham  o que vocês desejam ser, cristãos ou judeus, e sejam leais a essa escolha. Cristão adora a Deus em espírito e em verdade, não precisa de objetos, sejam quais forem. Será que não conseguimos enxergar que tudo isso visa é perverter ainda mais o Cristianismo?

E não, não tenho nada contra judeus nem contra o Judaísmo, e essa idolatria evangélica de objetos judaicos, perverte também o verdadeiro Judaísmo, pelo menos no meu ponto de vista.

Existe até um site que comercializa réplicas pequenas e grandes da arca da aliança a preço de ouro, a que ponto chegamos…

“Agora a arca da aliança irá entrar, quando ela estiver entrando, vocês vão olhar para ela, se possível, tocar nela, e fazer um pedido, e Deus irá conceder o pedido que vocês fizerem.”

“Nesse momento eu estarei distribuindo réplicas da arca, vocês virão, só os que crêem, e irão pegar a arca com a mão direita. Levarão a arca para casa, deixarão de hoje até amanhã num lugar específico. E amanhã vocês devolverão a arca com uma oferta a Deus.”

http://gracaplena.blogspot.com/2009/02/bota-um-dimdim-na-arca-irmao.html

Uma réplica grande, de metal, da arca da aliança, pode ser levada pra casa, pela módica oferta de R$ 10.000,00. A réplica média, pede uma oferta de R$ 5.000,00, e a menor, uma oferta de R$ 1.000,00.

Evidente que só podia mesmo ter interesse financeiro por trás disso, não é? Sempre quando existe distribuição de objetos de idolatria, há alguém ganhando dinheiro por trás. E ainda por cima esquecem que a oferta que agrada a Deus, é aquela feita com alegria e amor, não importando o valor, o que vale mesmo para Deus é a intenção do coração de quem está ofertando. E vender objetos para justificar ofertas suntuosas, é mercantilismo, os vendilhões do templo também voltaram. Quem será o primeiro a empunhar o chicote para expulsá-los?

Anúncios

67 Responses to Idolatria evangélica a Israel: onde vamos parar?

  1. Meu querido a Paz.
    Concordo plenamente com esta matéria que foi colocada acima.
    O Evangélho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo vem sendo escandalizado, não por pessoas ímpias, mas pelo próprio cristão ( supostos cristãos ). Eu não sei na realidade o que se passa na cabeça desses líderes e pastores que ficam tramando e ensinando para povo tanta heresia, essess camaradas não teme a Deus?.
    Estou terminando de escrever um livro que tem como título: O diabo ministra no altar de igrejas. O que fazer? Esse livro tras assuntos referente o que foi relatado nessa matéria acima, alem desse assunto fala tambem de certos ritmos de musicas tocada no altar de igrejas. È um livro onde faço muitas críticas, enrequecida com bases Bíblicas, e exortação para que o povo de Deus venha se libertar dessas heresias.
    Sou Pastor formado bacharel em Teologia, e concordo com o que foi posto nessa matéria.

    Que Deus te abenções e te usa em defesa da sã doutrina.

    Abraço,
    Pr. Reus de Azevedo.

    • Jaédson disse:

      Meu caro, temer a deus pelo quê? Por acaso alguém aqui tem medo de entrar na mata por medo do Saci Pererê? Acredito que o tipo de pessoa referida no artigo tem praticamente certeza que não existe deus nenhum. Pastor, por que tua crítica não é aplicada na leitura da bíblia? Na falta do que ler, em último lugar recomendo a bíblia. E esses pastores estão agindo bem, se tem gente ignorante que se sente feliz em enriquecer os outros pra crer numa vida melhor enfiem contos de fadas goela a baixo desses tolos. se de fato existe um deus, o que ele espera pra castigar esses ladrões que estão em atividade há décadas?

    • paulo disse:

      a paz, tambem concordo com nosso irmao Reus, mas digo uma coisinha a mais. A todos esses lideres de igrejas que pregam campanhas e distribuiçao de objetos “ungidos”, ESTAO TODOS CAIDOS E JESUS NAO ESTA MAIS EM SUAS IGREJAS…. por isso temos que fazer o que Elias, Jeremias e Joao batista fez.. pregar a restauraçao, ou seja pregar para crentes …
      abraços: servo de CRISTO, irmao Paulo.

  2. Andrews disse:

    A materia acima realmente está de parabens, porém quando foi falado de evangelicos, sinto que foi muito generalizado, também não aceito certas coisas que acontecem em algumas igrejas, porém sei que não são todos que fazem isso.
    Peço a gentileza então para a materia acima ser revisada.
    “Não devemos julgar um livro somente pela capa dele”.
    Temos que ter sabedoria para não agredirmos chatearmos a todos quando se expoem desta tal maneira que foi exposta acima.
    Sim, sou evangélico, e creio no meu Deus vivo e não pratico tais coisas ditas acima.
    “Não se deve jogar uma cesta cheia de maças fora, só por causa de uma que estava estragada, e sim temos que tirar a estragada, e limpar as outras para que não se estraguem também”.
    Desde já.
    Agradeço a compreensão de todos.
    Que Deus possa nos abençoar sempre.

    Grato.
    Andrews

    • Andrea disse:

      Prezado Andrews, sei que não são todos que se enquadram na descrição do texto, mas creio que boa parte do movimento evangélico hoje, se enquadra nessa descrição de idolatria a Israel. E não só a esse tipo de idolatria, mas também outros tipos. Existe também idolatria aos líderes, que você logo percebe quando ousa criticar o líder de alguma denominação que tem esse problema. Temos também a idolatria a objetos, todos os tipos de objetos, desde lenços com suor do pastor até rosas e por aí vai. E existe também a idolatria a si mesmo, e esse tipo de idolatria pode ser visto em muitos cultos, onde as pessoas só estão presentes, para pedir coisas para si mesmas. Obviamente que generalizar é sempre ruim, mas o problema está realmente generalizado. E a tendência parece ser de apenas piorar.

  3. sergio disse:

    bem, acredito que é preciso entender quer idolatria é colocar Deus em segundo plano. porem, as pessoas que vão em bucar dos milagres atraves dos objetos, se estes objetos for diguinos para Deus, pois Deus estenderar milagres através do mesmo. pois a propria biblia diz quer deus usou de muitas das coisas para curar os devidos. é preciso ter amor para com Deus, fé para com as coisas sagradas e esperança nas curas atraves de objetos sagrados. Pois afinal tudo se espera em Deus. caso contrario é mais do q idolatria!

    • Andrea disse:

      Cura através de objetos é idolatria sim… quem cura é DEUS, e não objetos sem vida, feitos por mãos de homens… não existem objetos sagrados, ninguém tem que ter fé em objetos sagrados, nem cultuar esses objetos. Culto só se deve a Deus, fé também.

      • aduir disse:

        concordo plenamente, todo poder e toda glória deve ser dada tão somente ao DEUS dos exércitos. Haja vista que a sagrada escritura nos ensina que DEUS é quem mata e dá vida, sara e feri, e não há nada nem ninguém fors Ele!!!!

      • Rose Goulart disse:

        Desculpe Andrea mas existe objetos sagrados sim, a Arca de Deus era tão sagrada que um dos soldados de Davi foi arruma-la porque estava tombando e foi morto na hora. E Deus não havia descido sobre ela como sempre fazia. Era apenas um objeto. E quando Deus disse a Moise faça um oleo para unção e tudo que ungir será consagrado a mim.
        Concordo apenas com vc no que diz respeito a adorar o objeto, adoração somente a Deus, mas que existe objeto sagrado isso existe, ou a Biblia não é um objeto???

      • Andrea disse:

        Me desculpe, mas depois de Jesus, não existem mais objetos sagrados. Você não tem que cuidar da sua bíblia como se ela fosse um objeto mágico que vai te trazer desgraça se tocar ou deixar de tocar nela. Ela é apenas uma coleção de livros, apenas papel como qualquer outro papel, embora existam muitos que pratiquem também a bibliolatria e se tornem escravos da letra. Prefiro imitar Jesus, que ensinou que o único digno de receber glória, é Deus.. não o templo, não a bíblia, não a arca ou qualquer outro tipo de objeto.

      • rinaldo disse:

        Quem cura é o médico. Vocês que são ingratos e agradecem a seres invisíveis e inexistentes.
        Qualquer coisa relacionada com esquizofrenia não é mera coincidência.

  4. Juliano disse:

    Muito boa a materia, poderíamos acrescentar outras coisas que podem cair no ramo da idolatria de não ensinadas da maneira correta, como o batismo por exemplo. Muitos pensam que o batismo em si tem algum poder e precisam ser batizados realmente para a salvação, mas, quem salva é somente o Senhor Jesus!
    Parabéns…

  5. Andrea disse:

    Olá Simone,
    A Bíblia em momento algum nos proíbe de julgar, desde que seja embasados na RETA JUSTIÇA. Quem proíbe o julgamento dessa forma, são os líderes que não desejam ser contestados nem ter seus erros apontados por ninguém. E estou falando dos evangélicos porque eu mesma sou cristã, não me interessa falar de outras religiões, e Deus manda que comecemos julgando por nossa própria casa, antes de julgarmos os outros. Mas aí sempre aparecem aqueles que falam em não julgar. Não julgar certamente é mais cômodo, se conformar com tudo e aceitar todos os absurdos é mais fácil. Tudo o que foi citado no texto, não é nada mais do que idolatria, e idolatria é condenada por Deus, seja de que objeto ou pessoa for, não importa se é a água do Jordão, a arca da aliança (que não tem nada mais a ver conosco, que vivemos em outra aliança – a de Cristo), ou as areias ou bandeira do estado SECULAR de Israel, é idolatria do mesmo jeito. O fato de os objetos ou lugares em questão parecerem “santos”, não impede que sejam usados de forma idólatra, e é isso o que está acontecendo. Depois de Jesus, não existe lugar santo algum, o lugar santo de Deus é o corpo de cada cristão. Se as pessoas lessem mais a bíblia (e não só as partes que seus líderes mandam ler – mas toda ela), e pensassem, e olhassem à sua volta, iriam constatar que estão na mesma situação dos judeus na época de Jesus. Preocupadas com regras, com os objetos do culto e com a liturgia, mas sem conhecer nem amar Deus em espírito e verdade, que é o que de fato conta para Ele.
    E nada do que você falou sobre Jesus ou Paulo tem a ver com o tema do texto, Jesus foi o primeiro que se posicionou contra a falsa religiosidade e a idolatria. As críticas mais duras dele sempre foram dirigidas aos religiosos da sua época, e seus rituais vazios, mecânicos e que visavam apenas uma falsa aparência de piedade. Se ficarmos calados, as pedras clamarão. As parábolas de Jesus também nada possuem em comum com idolatria, não entendi a sua comparação. Ele NUNCA fez as pessoas acreditarem que qualquer objeto tinha “poder”, JAMAIS ensinou as pessoas a usarem amuletos ou atribuírem poder divino a qualquer tipo de objeto. Muito menos comercializou esse tipo de objeto, convencendo as pessoas de que tal coisa seria fonte de benção na vida delas (no caso, o único “abençoado” com as ofertas, é o líder). Muito pelo contrário. Atribuir “poderes” de qualquer tipo a objetos e vendê-los no púlpito, sejam quais forem, é incentivar os fiéis a serem idólatras, e atribuírem aos objetos o que devia ser atribuído a DEUS. A única fonte de benção que temos é o próprio Deus.

    • Thiago disse:

      Prezada Andrea.

      Estava fazendo uma pesquisa pela internet quando de repente acabei achando essa lista de discussão que por sinal é muito interessante.
      Primeiramente, parabens pela iniciativa. É importante abordarmos esse tipo de assunto abertamente e compartilho com grande parte daquilo que você defende, principamente a aversão a alguns rituais judáicos que são inseridos nas Igrejas Cristãs de hoje. Mas preciso me posicionar sobre sua defesa em favor do “julgamento” ao próximo.
      A Palavra de Deus declara em Mt. 7:1-2 “Não julgueis, para que não sejais julgados; Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também”.
      E ainda em Hb. 10:30 “Ora, nós conhecemos aquele que disse: A mim pertence a vingança; eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo”.
      Portanto, o julgamento não pertence a mim e a você. Quantas vidas já foram alcançadas, famílias restauradas, câncerosos e aidéticos que foram alcançados pelo milagre do Senhor Jesus, nessas Igrejas que você diz abominar.
      Lembre-se do conselho de Gamaliel em At. 5:38-39: “Agora, vos digo: dai de mão a estes homens, deixai-os; porque, se este conselho ou esta obra vem de homens, perecerá; mas, se é de Deus, não podereis destruí-los, para que não sejais, porventura, achados lutando contra Deus. E concordaram com ele”.

      Ah, não esqueça que submissão aos pastores e à liderança é mandamento bíblico: Hb. 13:17 “Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros”.

      Que todas as feridas de abertas em sua alma possam ser curadas. Deus pode te dar um novo começo em Cristo Jesus.

      Deus abençoe.

      Pr. Thiago Carneiro

      • Andrea disse:

        Prezado Thiago,

        A bíblia nunca proíbe a atitude de julgar, quem diz isso apenas deseja continuar com seus atos errados sem ser contestado. Julgar pela reta justiça não é errado. Porque sem julgar e discernir, um cristão não tem como descobrir os falsos profetas e falsos ensinos que ultimamente são abundantes no mundo dito evangélico. Se mais pessoas usassem o critério da reta justiça e a própria bíblia para avaliar a conduta dos seus líderes, certamente a igreja não estaria nessa situação.

        Sinceramente, não vou entrar numa guerra de versículos fora do contexto com vc a respeito de poder ou não julgar, como vc fez em seu comentário. Vc junta vários versículos fora dos seus contextos para comprovar sua “doutrina” de que não se pode julgar nada nem ninguém, e isso não é verdade. Sem julgar, o cristão não pode discernir entre verdadeiro e falso, certo ou errado, e isso, mais do que nunca, é extremamente necessário, dada a gigantesca quantidade de enganos sendo ensinados e pregados como verdade em púlpitos.

        Vidas são alcançadas ao mesmo tempo em que outras são destruídas, e essas não são contabilizadas. (A respeito do assunto, recomendo o texto do Caio Fábio, Milagres contra o amor: https://nihilsubsolenovum.wordpress.com/2010/04/18/os-milagres-contra-o-amor-2/) Só por causa disso, devemos aceitar todos os erros que tais pessoas cometem? Não, elas devem ser exortadas a se corrigirem, e não terem suas cabeças afagadas e suas atitudes parabenizadas. Justamente por não julgarmos a nós mesmos como igreja, é que estamos sendo julgados pelo mundo, que reprova nossa hipocrisia, e nossas palavras não condizentes com nossas atitudes. Inclusive esse versículo que vc colocou, é exatamente sobre julgamento hipócrita, daquele que julga os outros sem olhar para si mesmo. Não tem nada a ver com proibir as pessoas de julgar. Julgar perante a reta justiça não só é correto como é recomendável, e até mesmo imprescindível para se saber se o líder é um pastor realmente, ou é apenas um pilantra oportunista, que tem um negócio, e não uma igreja, tem clientes, e não ovelhas para cuidar.

        Com relação a obedecer ao pastor, não devo obediência nem submissão a ele, se ele não tiver comportamento condizente com sua posição. Devo, antes alertá-lo sobre seus erros e me afastar dele, caso ele não corrija seus próprios caminhos. Pode um cego guiar outro? Certamente que não. Então, se o pastor estiver cego, e caminhando no erro, se eu o seguir, cairei no buraco junto com ele. Esse é outro defeito sério dos evangélicos, acreditam cegamente em seus líderes, também incentivados por versículos fora do contexto, e caem no buraco juntamente com eles. A bíblia nunca ordenou que se obedecesse cegamente a ninguém, porque ninguém nesse mundo está isento de erros; ela sempre ordenou que a fé fosse racional e que se provassem se as coisas eram verdade ou não. Logo, estou no meu direito, como cristã, de julgar e questionar para saber a verdade. Mas obviamente vc não precisa concordar comigo, e duvido mto que o fará.

        Abraços!

  6. polia disse:

    a paz do senhor jesus
    creio que muitos cristãos não adoram a israel e sim buscam lembrar as coisas como eram ,não estou dizendo que devemos praicar as obras da lei mas os objetos que tinham no templo de jerusalem acredito que não tem nada a ver ter as igrejas .pois o nosso Deus é o mesmo . realmente ha pesoaas que não entendem isso ,que são apenas objetos e não podem fazer nada, mas são objetos sagrados, querendo nós ou não.não podemos radicalizar as coisas

    • Andrea disse:

      Olá Poliana,
      Objetos sagrados em que sentido? Depois de Cristo, não existe mais nada sagrado, a não ser o corpo de cada cristão, templo do espírito santo… nós não precisamos lembrar como as coisas eram, porque isso é o mesmo que desprezar o sacrifício de Cristo. Ele morreu numa cruz para nos libertar desse tipo de coisa, e os crentes querem trazê-las de volta? Nós não somos judeus, somos gentios, nada temos a ver com costumes e objetos judaicos. Não precisamos deles em nosso culto a Deus, que é em espírito e verdade.

    • Michelle disse:

      E sucederá que, quando vos multiplicardes e frutificardes na terra, naqueles dias, diz o SENHOR, nunca mais se dirá: A arca da aliança do SENHOR, nem lhes virá ao coração; nem dela se lembrarão, nem a visitarão; NEM SE FARÁ OUTRA.
      (JEREMIAS 3:16)

  7. romero disse:

    Oi Andrea,parabens por suas firmes convicções e posições teológicas,não sou nem pastor nem teólogo mas um simples estudioso da PALAVRA.Parabens tambem ao site que é igualmente firme e posicioado em favor das verdades bíblicas.Indicarei sempre aos meus amigos a que leiam tambem.Graça e paz a todos.

  8. Andrea disse:

    Olá Romero;
    Nem eu tampouco sou teóloga, mas tento entender as coisas como estão na Palavra. E à luz do que foi ensinado por Jesus, que é o mais importante para nós, que somos cristãos.

  9. Simone Prado Monsores disse:

    Querida Andrea cada um tem sua opinião e essa é a minha, vivemos num país de liberdade de opinião querida, que Deus te abençoe e fique na PAZ. Apenas opinei sobre a matéria, não para duelar com ninguém.

  10. Andrea disse:

    Se a liberdade de opinião não fosse respeitada, eu sequer teria aceitado seus comentários. Mas aceitei. E lhe mostrei que sua “opinião” não está de acordo com o que a Bíblia nos ensina, só isso, não tive intenção alguma de duela com ninguém, apenas respondi com base na Palavra. Se você se ofendeu com isso, nada posso fazer, só lamentar. É justamente porque cada um faz o que quer, sem respaldo bíblico, que as igrejas estão entregues desse jeito a tantos erros.

  11. simone prado monsores disse:

    Querida por favor pode apagar desde o princípio fazendo o favor, olhei aqui e não achei nenhum tópico sobre apagar, faz esse favor pra mim…

  12. Gilberto Ribeiro Junior disse:

    Sou cristão evangélico e concordo plenamente com vc.
    Acho que precisamos de uma segunda reforma protestante,
    homens que se dizem sacerdotes estão misturando o evangelho de Cristo com exoterismo, seitas idolatras e outras religiões, pevertendo a mensagem da Cruz.
    Hoje em dia quase não se fala da Graça de Deus, e muitos não sabem nem o que significa realmente, vivem um cristianismo baseado na Lei, bando de lobos mais interessados em dinheiro, poder, influencia política e ver a sua própria imagem em programas de TV que precisam de montantes milhonários em ofertas para manter sua programação, para que?
    Se já é mais do que comprovado que menos de 1% das pessoas são convertidas pela televisão. E que a manutenção de instituições de caridade, serviços voluntário para beneficiar a sociedade (a comunidade local), o cuidado com os orfãos e as viúvas como a própria bíblia diz, é um testemunho bem mais eficaz, mas com certeza menos marketeiro.
    Pois é Querido, sou Cristão, sigo a Cristo e creio na bíblia como a palavra de Deus, e é só ler a bíblia e vamos perceber que esses lobos que estão por ai, estão totalmente desvirtuados do evangelho de Cristo.
    Abração

    Deus é por nós.

  13. Gilberto Ribeiro Junior disse:

    Concordo plenamente
    Mais da Graça e menos da Lei.
    Pois vivemos Cristo e não mais a Lei.

    Deus é por nós.

  14. Carlos Roberto disse:

    IDOLATRA! EU?
    CONCEITOS E VALORES

    “Eu sou o Senhor; este é o meu nome a minha glória, pois a outrem não darei, nem o meu louvor à imagens de escultura”
    Isaias 42 :8

    Para os evangélicos o conceito de “idolatra” se aplica literalmente às práticas do catolicismo nas suas relações de fé quando adotam imagens para se interporem nas formas de culto e de relacionarem com Deus. É exatamente assim, os “crentes” pensam exatamente desta forma e relacionam diretamente uma coisa com a outra sem darem conta de que o fato é muito mais abrangente do que imaginam.

    Mas, e você se considera um “idolatra”? Com certeza absoluta sua resposta será não. Eu! Idolatra? Imagina, não confunda as coisas. Mas, você tem a “plena convicção” que não é um idolatra? Provavelmente a sua resposta possa ser sim, mas continuo a insistir, o que você define por “idolatria”? Espero que depois do que vou tratar aqui você possa chegar a uma conclusão: “Preciso mudar meus atos diante de Deus”.

    “Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo…” – I Coríntios 3:10 e 11.

    Para a maioria dos evangélicos e isto vem de longe, “idolatria” reside apenas o fato de pessoas “adorarem imagens de escultura” feitas por mãos humanas, motivo esse que sempre foi o principal ponto de divergências com o catolicismo. No entanto, diante dos absurdos que temos visto dentro das igrejas evangélicas, podemos sem nenhum constrangimento ou medo de cometer heresia, questionar até que ponto a “IDOLATRIA”, ainda que praticada de forma diferente, têm sido uma realidade assustadora entre nós. Durante séculos os cristãos “evangélicos” têm vivido na defensiva imputando aos outros segmentos religiosos a prática da “idolatria”, isto porque estes grupos inseriram em suas práticas e rituais de culto o uso direto e obrigatório de imagens de escultura. Assim, objetivamente os crentes classificam as pessoas que prestam culto através de um objeto qualquer como “idolatra”, o que não é errado, mas também não é o a única forma de se desviar do verdadeiro sentido de “cultuar a Deus”.

    Para fugirem da sentença de condenação eterna e divina imposta pela santa “lei de Deus”, a Igreja Católica serve-se de “sutilezas teológicas” a fim de ludibriar os fiéis. Dizem e vivem a repetir os fâmulos católicos que os protestantes não levam em consideração a diferença entre “venerar” e “adorar”, argumentam ainda que o culto de adoração é prestado somente a Deus, mas que prestam um culto de veneração às imagens, às relíquias aos santos e a Virgem Maria. Dizem: “O católico venera os santos, não as imagens, mas o que elas representam, assim como sentimos amor por uma pessoa querida ao ver a sua foto. Veja que neste exemplo não sentimos amor pela foto, mas pela pessoa que nela está representada”.

    De fato, para o catolicismo “a honra prestada a uma imagem se dirige ao modelo original”, e quem venera uma imagem venera a pessoa que nela está esculpida ou pintada. A honra prestada às santas imagens, dizem, é uma “veneração respeitosa”, e não uma “adoração”, que só compete a Deus. Como dizia John Wycliff e Savanarola, este último cuja voz de protesto foi sufocada pelas “fogueiras inquisitoriais”: “Eles adoram, com efeito, no sentido próprio da palavra, as imagens, pelas quais sentem uma afeição especial” – A Imagem Proibida pág. 280

    Frei Basílio Rower, em seu “Dicionário Litúrgico” na pág. 15 sobre o verbete: “Adoração da Cruz”, comenta: “A ADORAÇÃO DOS SANTOS E DE SUAS RELÍQUIAS E IMAGENS CHAMA-SE GERALMENTE VENERAÇÃO.” (ênfase do autor)

    Bastaria uma consulta a de nossos dicionários para desmascararmos esta suposta diferença, esta distorção dos fatos, pois venerar e adorar são “sinônimos” sendo que venerar é palavra “latina” e adorar é palavra “grega” tendo o mesmo significado. Sendo assim, o dicionário coloca acertadamente “adorar” no mesmo patamar de “venerar”. Mas os católicos insistem em fazer vistas grossas a este fato e saem pela tangente com o argumento de que adorar e venerar pelo dicionário da língua portuguesa, nos dias atuais, não têm qualquer diferença. Mas, não se esqueça de que a nossa fé tem mais tempo do que a história de Portugal e Brasil. Na literatura católica, por “conveniência” e apenas por ela, há distinção entre adorar – latria – e venerar – dulia – mas, como eles mesmos admitem e qualquer católico poderá conferir, “adorar” é o mesmo que “venerar” e isto é uma pedra de tropeço para a teologia católica.

    O problema fundamental é que ninguém em pleno século XXI vai “admitir” que adora uma imagem. É algo repugnante à moderna mente tecnológica de nosso século. Acontece que entre a teoria e a prática, há, no entanto, um grande abismo. E é este abismo que tem levado muitas pessoas ao engano e a se posicionarem numa estratégia de defesa argumentando que no culto que prestam a “idolatria” está excluída e que vivem em função de adorarem somente a Deus.

    O que seria “idolatria”? Apenas o fato de alguém adorar a imagens? Obviamente que não! Ela não se resume a tão pouca coisa, IDOLATRIA é tudo aquilo que “substitui” a Pessoa de Jesus Cristo na vida de uma pessoa. A referência Bíblica apresentada por Paulo nos ensina que ninguém pode lançar outro fundamento além do que já foi posto, que é Cristo. Quando passamos a lançar outros fundamentos que não seja Jesus, logo estamos tentando substituí-lo e por isso nos tornamos IDÓLATRAS.

    As igrejas evangélicas não possuem imagens de “santos” nem de outros deuses o que é natural, mas praticam a idolatria devido a tantos outros “fundamentos” que se têm lançado. Por esta razão Paulo faz um alerta: “Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo” – II Coríntios 11:3. E como nós evangélicos temos nos afastado da simplicidade que há em Cristo! Como temos idolatrado tanta coisa com a maior naturalidade. Via de regra ouve-se um irmão de fé afirmando categoricamente: ”Eu adoro isto”! Viva o chocolate!

    Como se tem lançado neste tempo tantos outros fundamentos fora de Cristo e por isso, muitos de nós tem se tornado “idólatra” na concepção da palavra. É fácil constatar isso mediante os “falsos ensinos” e “heresias” que estão se alastrando como praga no meu evangélico. Prega-se por ai tantas “abobrinhas”, valendo-se de passagens Bíblicas fora de contexto e interpretações equivocadas. Até parece que o sacrifício de Jesus Cristo na cruz não tem mais valor, pois damos mais espaço para outras formas de “redenção” e “justificação”. São muito hereges induzido o povo a confessar os seus pecados cometidos desde a infância, mas aonde entra a nossa total redenção conquistada lá na Cruz? E o que dizer do perdão e da vida nova em Cristo? Deixaram de existir ou perderam o seu valor? Segura o “shofar”, lembra-te do sábado, olha o jejum de quarenta dias, não quebre a corrente e vai por ai! Heresias, tudo heresias…

    Enquanto a Palavra de Deus nos revela as suas maravilhas através de Jesus, muitos, mal orientados ou por interesses duvidosos, preferem os rituais e as técnicas e tantos outros fundamentos fora do Salvador. Como se fosse pouco, a barbaridade religiosa transvestida de cristianismo, tenta anular a graça lançando outro fundamento, muitos corrompem o Evangelho e acentuam a ganância do homem institucionalizando a “cobiça” como uma prática comum. A teologia da prosperidade tem colocado dentro das igrejas um altar para o “DEUS DA RIQUEZA”, Mamom. Toda sorte de “barganhas” e “negociações” têm sido ensinadas aos cristãos, inclusive atribuindo o tamanho da “bênção de Deus” aos bens materiais que se possui, como se nossa herança não fosse eterna.

    Dessa forma, como podemos chamar de “idólatras” aqueles que se curvam diante de esculturas, se nós temos as nossas próprias “idolatrias” personalizadas ao melhor estilo GOSPEL?

    Carlos Roberto Martins de Souza
    crms2casa@otmail.com

  15. Cleusa disse:

    Para seu próprio Senhor ele está em pé ou cai; mas estará firme, porque poderoso é o Senhor para o firmar. Romanos 14:23.Amamos sim o povo de Israel e acredito que temos muiito a aprender com eles (falo dos judeus messiânicos)como: reverência na casa de oração, temor gratidão etc, idolatria é qualquer coisa que seja colocada acima do Todo Poderoso e como Jesus fez de gentios e judeus um só povo porque não os amarmos como irmãos?

    • Andrea disse:

      Olá, Cleusa,
      Em algum momento na postagem eu disse que não devemos amar o estado secular de Israel? Não, certo? Só que esse estado secular de Israel nada tem a ver com o Israel bíblico, a única coisa igual é o nome. O que certos evangélicos fazem com Israel é sim idolatria, basta ver a forma como cultuam a bandeira e objetos religiosos judaicos, como a menorah e a arca da aliança (sendo que nós cristãos estamos sob nova aliança, e uma nova aliança muito melhor), basta ver algumas igrejas que usam o shofar e outras ainda com costumes judaizantes. Nós somos cristãos, e não judeus, nosso mestre é Jesus, e não Israel. Muitos evangélicos inclusive defendem todo e qualquer ato vindo de Israel, mesmo que seja injustiça, violência contra outros povos, discriminação racial e preconceito. Amar significa também apontar os atos errados cometidos por quem se ama, e não só aprovar tudo que ele faz. Os evangélicos cultuadores de Israel precisam acordar para a realidade de que esse Israel secular, não é o mesmo Israel da Bíblia, e precisam aprender que somos cristãos, e não mais judeus. Misturar as duas coisas jamais vai dar certo, porque nós cristãos nunca estivemos debaixo da lei sob a qual estão os judeus, e não precisamos das obras da lei, pois somos justificados pela fé. Lamentável que depois de 2000 anos de cristianismo, ainda existem pessoas que não entendem a liberdade que nos foi dada. O pior é ver que usam os objetos religiosos dos judeus de forma mercantilista, vendendo réplicas da arca da aliança, por exemplo, em total desrespeito aos costumes do povo judeu, que dizem tanto amar. Falta a esses evangélicos, refletir um pouco sobre as atitudes de seus líderes. Que amor pelo judaísmo é esse? É amor pelo judaísmo mesmo, ou é amor ao dinheiro que a venda de objetos religiosos proporciona?

    • Andrea disse:

      Onde foi no meu texto que eu disse que não se deve amar judeus? O que eu disse é que os evangélicos devem sim parar de desrespeitar o judaísmo, fazendo mercantilismo com objetos religiosos judaicos, e deixar de ter necessidade de objetos aos quais direcionar sua fé, porque é clara a explicação sobre adorar a Deus em espírito e verdade, sem objetos, muito menos ainda objetos que são comercializados como se a igreja fosse uma loja…

  16. josueé Oliveira Leite Jr. disse:

    Recentemente me desliguei de uma igreja fundamentalista em que o pastor usava a
    maior parte do tempo exaltando israel, fa
    lando mal de palestinos, igreja católica
    etc.., e no restante falava de CRISTO.
    Chegou ao ponto de querer enviar uma familia missionária a Israel para evangelizar judeus.
    Pergunta?: os judeus com certeza não já conhecem
    JESUS e o novo testamento ( nem que seja para con-
    frontar o cristianismo?).
    Amar A Israel sim IDOLATRAR não.

  17. claymiltonmalaquias disse:

    Ola irmã Andréia.

    Estou agradecido a Deus por ver crentes prontos a defender o verdadeiro Evangelho deixado por Cristo. Quanto aos que ensinam e fazem idolatria ao atual Israel, parece que eles não entenderam ou nunca leram as revelações de Apocalipse 21: 2 “Vi a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia dos céus, da parte de Deus, preparada como uma noiva adornada para o seu marido”.
    Acho que não leram ou não lhes foi dado direito de entender o que é dito em Gálatas 4:24-26. Observe que o apóstolo Paulo usando analogias mostra com muita clareza não existir motivos para idolatria ao Israel de hoje. Ele faz comparações entre a atual e a nova Jerusalém que descerá dos céus. Paulo nos fala de duas mulheres, duas mães e diz:”Isto é usado aqui como uma ilustração( no Grego:alegoria); estas mulheres representam duas alianças. Uma aliança procede do Monte Sinai e gera filhos para a escravidão: Esta é Haagar. Hagar representa o Monte Sinai, na Arábia e corresponde á atual cidade de jerusalém que está escravizada com seus filhos. Mas a Jerusalém do alto é livre, e é a nossa mãe”.

    Esperando ter contribuido, deixo com todos a paz do Senhor Jesus!

  18. José Rodrigues disse:

    O único povo de Deus são aqueles lavados e remidos pelo sangue de Cristo, judeus, palestinos, árabes, americanos, brasileiros, não importa todos nos somos o Israel de Deus pois o somos espiritualmente não na carne.
    Como esta demonstrada no texto de Gálatas a nossa posição superior em Cristo em relação à antiga Israel.
    Gálatas 4
    22 Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre.
    23 Todavia o que era da escrava nasceu segundo a carne, mas, o que era da livre, por promessa.
    24 O que se entende por alegoria: pois essas mulheres são dois pactos; um do monte Sinai, que dá à luz filhos para a servidão, e que é Agar.
    25 Ora, esta Agar é o monte Sinai na Arábia e corresponde à Jerusalém atual, pois é escrava com seus filhos.
    26 Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é nossa mãe.
    27 Pois está escrito: Alegra-te, estéril, que não dás à luz; esforça-te e clama, tu que não estás de parto; porque mais são os filhos da desolada do que os da que tem marido.
    28 Ora vós, irmãos, sois filhos da promessa, como Isaque.
    29 Mas, como naquele tempo o que nasceu segundo a carne perseguia ao que nasceu segundo o Espírito, assim é também agora.
    30 Que diz, porém, a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, porque de modo algum o filho da escrava herdará com o filho da livre.
    31 Pelo que, irmãos, não somos filhos da escrava, mas da livre.

    Obs. Para que ficar utilizado símbolos utilizados pelos filhos da escrava?

  19. Wellinton disse:

    aff cala a boca OIAEUHIOAUEh
    soh falo merda, se eh catilico?
    não idolatria, ta na biblia, arca da aliança representa a presença de Deus
    e quem ta adorando a arca? olha a viagem.
    o rio jordao nao tem nenhuma diferença de qualquer outro rio. Jordao significa MORTE por isso Joao Batista batizava o povo lá. “morte ao velho homem”
    mas o meu Jesus foi batizado na mesmas aguas, qual o problema eu ser batizado nas aguas que ele foi? e a onde isso eh idolatria ou qualquer erro?
    ignorante.
    fica queto, argumentos levianos, totalmente sem sentido.

    • Andrea disse:

      A arca da aliança representa a presença de Deus pra quem mesmo? Pra nós cristãos, ou para os judeus? E vc lembra o q acontecia no antigo testamento com quem tocava na arca? morria! e eu q sou ignorante ainda por cima..

      Continue idolatrando objetos judaicos, afinal não se pode obrigar um cego a enxergar, se ele não quer abrir os ollhos…

      E que diferença vai fazer na sua vida se batizar no mesmo rio onde Jesus foi batizado? Nenhuma. Jesus q é especial, e não o rio, mas é coisa difícil demais pra vc entender, né? E o desejo de querer ser batizado no mesmo rio, como se o rio fosse especial, não é nada mais além de vaidade inútil. Do que adianta ser batizado no mesmo rio, sem seguir o que ele ensinou?

      Ah, e eu não sabia que Jesus era propriedade sua, e engraçado como alguém q diz “meu” Jesus, desconhece tanto sobre o q Ele ensinou sobre idolatria. Se vc tivesse lido o texto, saberia quem está adorando e até vendendo a arca da aliança em troca de ofertas, como se as réplicas tivessem qualquer tipo de poder. Ainda vem me dizer que não tem nada demais nesse COMÉRCIO DE ÍDOLOS dentro da igreja, faça-me o favor. E eu disse RÉPLICAS, várias, e não a arca original, q era UMA só. Nós cristãos adoramos em espírito e verdade, não precisamos de objetos, sejam judaicos, sejam qualquer outro tipo. Mas quem deseja continuar no erro, que continue, cada um tem liberdade para escolher o próprio caminho. A minha parte eu já fiz.

  20. paula disse:

    perdao comecei a ler gostei.no final olha no que deu agreçoes verbais sei muito pouca coisa sobre religiao,afinal para que serve?religiao nao salva nao leva nimguem ao ceu,creio que em todas elas tem pessoas boas e menos boas,talvez ainda nao tenham aberto seu coraçao de verdade para aquilo que emporta de verdade,se servirmos a Deus de todo o nosso coraçao ,quem nos guia? Espirito santo conserteza e se estivermos alguma coisa de errado,mesmo nao sabendo conserteza ele nos falara a cada coraçao,quem tem a marca da promessa jamais morrera amem perdao se de alguma maneira eu nao falei bem obrigado

  21. Andrea disse:

    Prezado Matheus,
    Devido ao abundante uso de palavras de baixo calão, expressões chulas e palavrões no seu comentário ao se referir à minha pessoa (a qual vc nem ao menos conhece), o que muito me espantou e entristeceu, por terem vindo de alguém que se diz seguidor de Jesus, seus comentários foram excluídos.

  22. Andrea disse:

    Prezados leitores,
    ao deixar seus comentários, favor usar de um mínimo de civilidade, afinal, assim como meus textos são públicos, as opiniões de vocês também vão ficar expostas a qualquer um que entrar no blog. Alguns comentadores têm me obrigado a deletar seus comentários, devido à extrema falta de educação e péssimo testemunho cristão que externam por meio de suas palavras.

  23. robson disse:

    O grande problema e que os lideres em parte são inescrupulosos,outros ensinam o erro conforme aprenderam,assim a maldita heresia vestida de coisa santa e em forma de boas intensões,continua se perpetuano.as mentes estão tão convencidas a isto que a verdade parece mentira aos ouvidos,enquanto amentira tão bem maquiada ganha amplo espaço na vida do crente; lutemos para que o povo torne-se biblicista afinal ainda há um povo remanesente.

  24. PAULO disse:

    Caro colega é uma pena que o seu conhecimento seja puramente restrito , em suas palavras você não apresentou a idolatria a Maria e a outros santos da igreja romana como por exemplo a de n. s. desatadora dos nós e muitos outros santos por air a fora o simbolos são usados como fonte de inpiração cabe a cada um amadurecer melhor seus conhecimentods e não adorar ou idolatrar os simbolos vale lembrar que a idolatria é uma tendencia humana que satanás apruveita-se desta fraquesa para afastar o servo do Pai ,LAMENTO POR VOCÊ NÃO TER LIDO A BIBLIA EM ÊXODO 20 e em outrar passagens biblicas que fala da idolatria , notariamente vc emfoca e ataca os evangelicos mas não observa a igreja romana com seus simbolos e imagens …
    que Deus tenha misericordia

    • Andrea disse:

      Prezado Paulo,
      O assunto do texto é IDOLATRIA A ISRAEL, como consta no título, e em todo o texto… por que eu deveria falar sobre católicos, num texto que trata especificamente dessa idolatria de certos grupos evangélicos ao estado SECULAR de Israel e a objetos judaicos, se os católicos não praticam isso? Faça-me o favor, né? Vc acha q falando mal dos católicos vai deixar esses evangélicos mais bonitos e menos idólatras?

  25. rafael disse:

    Recentemente li alguns comentarios e a materia, sou a favor de uma nova reforma protestante, cabe lembrarar outros absurdos que acontecem no meio evangelico e principalmente nos altares das igrejas, como grupo de hipocritas que ficam sentados atras do pastor, shows, pessoa que caem pelo poder e dizem ter recebido o Espirito Santo, as esterias gritando aleluia e gloria a deus, emfim tanta coisa que eu ja fique estarecido nao acreditos mais nestes pregadores do evangelho, atualmente leio minha biblia devolvo meu dizimo que para mim e sagrado. O EVANGELHO DE TODAS AS IGREJAS ESTA CORROMPIDO, APONTAM O DEDO PARA OUTROS E NAO VEEM A TRAVA DO SEU OLHO. A CONDUTA MORAL NAO EXISTE MAIS, fui a igreja tradicional e o pastor me convidou para visita-lo em sua casa e queria cuidadar da minha alma e sabe como, queria ter uma relacao homossexual comigo, SEM COMENTARIOS. DEUS ABENCOE A TODOS.

  26. Francisco Claudio disse:

    Todas as simbologias que a biblia apresenta,são verdadeiros ato de fé,aos estudiosos e hipocritas,que estão esquecendo o principio biblico,que e crer,pela fé,peço que parem para refletir sobre a sua salvação,não se esquecendo que JESUS,sempre deixou claro que a fé e o simples fundamento das coisas que se esperam,e que a ARCA da ALIANÇA,representava a presença de DEUS,no meio do seu povo,para quem ja leu e deu credito a palavra de Deus,isso não é idolatria.não sou sou teólogo não sou pastor,mas o que Deus fez na minha vida,se eu não tivesse praticado um ato de fé,eu não estaria dando meu depoimento,obs: não pertenço a Universal deixo bem claro.a graça de Deus esteja com todos.

  27. Ari Noronha disse:

    Achei interessante a matéria, acho que ter um objeto destes em casa como um souvenir da terra de Israel não é problema, mas como objeto de adoração e tendo-o ainda comprado, está fora de qualquer Cristão adorador.
    Quanto ao shofar devemos usa-lo como qualquer outro instrumento de adoração, só isso e mais nada.
    Um abraço,
    Ari

  28. WELLINTON disse:

    meu rapaz, vc está totalmente enganado, a arca da aliança é um simbolo de um propósito da igreja. nao há nada a ver com idolatria, e quanto as ofertas para levar a “replica” para casa… meu amigo tens que se enformar mais, entende, nao concordo com esses ataques que voce fez nessa matéria. ahhh e se pedir oferta é crime todas as igrejas estão cometendo crimes!

  29. Mendi disse:

    Estava fazendo certa pesquisa na internet e cheguei até essa pagina. Apesar de não ser cristão vejo que o autor do texto foi coerente com sua abordagem. Realmente, essa obsessão cristã de “roubar” simbolos judaicos ou então se “enfeitarem de judeus” deve ter um fundo patologico ou financeiro. Acredito que 90% financeiro pra poder aumentar a quantidade de adeptos e fazerem um bom caixa. Nada contra os cristãos, apenas desejo que vivam bem sua fé agindo com honestidade com as pessoas.

  30. ivaneide disse:

    ola Andreia gostei muito do seu comentario, graças a Deus que ainda existem pessoas com essa visao.Como bem disse o Senhor a Elias ainda guardei sete mil que não se dobraram diante de baal.Sei que existem muito mais que isso.Devemos cultuar a Deus em espirito e em verdade.Particularmente eu amo o povo de Israel e sei que Deus vai cumprir suas varia promessas para esse povo, tambem tenho muita vontade de ir a este país não para adorar simbolos mas para conhecer os varios lugares onde se passam as historias biblicas, creio que todo cristão deve amar a esse povo, mas entendendo que judeu é judeu e igreja é igreja! abraço

    • Lito Jr disse:

      caros amigos..creio eu que todas as coisas coperam para o bem dá queles que amam a DEUS.todas essas coisas que vcs afirmão serem ídolos..não são amados!!!são instrumentos ao qual nós homens usamos para estimular a fé das pessoas..ou seja vcs esqueceram do que o apostolo Paulo falou…sejam verdadeiros imitadores das cisas de cristo…”
      creio eu então que vcs não devem Lêr a Bíblia…não devem participar da santa ceia..não devem ser batizados nas águas… pos todas essas coisas são símbolos ao qual está escrito na bíblia (que não falhe a memória foi escrita pelos judeos ao qual vocês tanto iguinorão)que Deus nos abençoe…

  31. Luciano disse:

    Olá A Paz do Senhor, que documentario fantastico tudo que foi falado tratei hoje com um povo que esta se matando para ir em israel eles falam tanto mau dos católcos e voltam de la com imagem e esculturas penduradas no pescoço israel esta sendo reativada e uma bomba explosiva para acabar com o verdadeiro cristianismo, vamos ler a bíblia irmãos pois ela sim não erra e muitos menos falha agora israel ja deserdou Deus muitas vezes ela pode muito bem nos enganar também.

    A paz do Senhor

  32. Pastora Léia disse:

    Concordo tbm, e concordo c/ o Pr. que enviou comentário e c/ andréia,ñ estamos falando somente de denominações,mas de falsos profetas que ñ ensinam corretamente,muitos vivem na ignorãncia obedecendo um líder que deixa a verdade de lado, pois dói menos ouvir mentiras e é tbm mais fácil acreditar nelas.Ah e se a verdade é p/podar uma pessoa que t~em um dízimo alto e se esta pessoa sempre altera ao ouvire verdades e até surge boatos, que esse dizimista pode atéñ voltar, ah ae ALGUNS dizem, Deus vai te abençoar filho vc tem sido fiel. haha mas sabe que vive na prostituição, A vai ser é amaldiçoado se ñ mudar.

  33. Jerry Adriane disse:

    Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade Jaao 17-17
    Aproximadamente 8 versículos encontrados
    Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade. Tito 1:14
    Em vão, porém, me honram, Ensinando doutrinas que são mandamentos de homens. Marcos 7:7
    Apartai-vos de mim, malfeitores, pois guardarei os mandamentos do meu Deus. Salmos 119:115
    Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído; Isaías 29:13
    Porque, deixando o mandamento de Deus, retendes a tradição dos homens; como o lavar dos jarros e dos copos; e fazeis muitas outras coisas semelhantes a estas. Marcos 7:8
    Dize aos filhos de Israel: Quando homem ou mulher fizer algum de todos os pecados humanos, transgredindo contra o SENHOR, tal alma culpada é. Números 5:6
    As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; Colossenses 2:22
    Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus. Meteus 5-19 Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
    Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.Joao 4-23-24
    Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
    Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.

  34. edelson disse:

    Já lei em um dos livros da Dra. Rebeca Brawn, preparesse para a guerra, onde a autora conta que Jesus dispertou ela para publica este livro, que o diabo nus últimos dias em uma das áreas que ele vai mais atuar é dentros das igrejas com uma avalanche de heresias induzindo o povo incauto ao error.
    Rebeca diz tb que um assunto que poucas igrejas toca é provar os espíritos . São poucos os que avaliam o que um pastor está falando ou os que leem a BÍblia isto é um terrível engano. Muitos estão sendo enganado dentros das igrejas. Por que? porque não priorizam a palavra de Deus que é as sagradas escrituras. Mas não devemos julgar os que estão lar devemos ora para quê Deus venha abrir os olhos dos que estão lar dentros. Rebeca diz tb que Deus revelou muitos rituais que levam o povo ao engano: Como por exmplo cura com sal grosso,rosa amarela sabonete de arruda e terapias, tudo isso são praticas ocultistas.

  35. Daniel Lins disse:

    Definir a religião que se deseja seguir é o caminho correto e ético, porém igual ou pior que um cristão evangélico ‘posar ‘ de judeu é um pastor criticar de modo claramente despreziva seus irmãos de fé e referir-se ao povo judeu como sendo uma sub- classe.
    Artigo lamentável…

  36. Carla Lemos disse:

    Bem… sou evangélica e plenamente realizada com a minha religião, e convicta da minha fé em Deus. Acredito que alguns evangélicos realmente exageram na admiração ao povo judeu, quando adotam rituais judaicos. Já vi pastores celebrar casamentos na igreja evangélica de acordo com o costume judaico. Qual o sentido de um noivo cristão- evangélico quebrar uma taça ( só como exemplo ) durante tal cerimônia ? Faz todo sentido para um noivo judeu, pq para ele representa recordar a destruição do Templo. A melhor forma de esclarecer isso aos membros da igreja, aos irmãos, não é do modo que esse pastor escreveu acima: com ironias, sarcasmo, generalizando( como se todo crente agisse assim ) … A Biblia ensina que ” se eu não tiver amor , eu nada serei”. E a forma que tal pastor se refere ao comportamento de evangélicos que estão se excedendo na admiração aos judeus prova a falta de sabedoria, amor e ética para com os irmãos. Agir assim é pior que supervalorizar a cultura judaica , pois um pastor tem a obrigação de ensinar e esclarecer , mas o ‘pastor’ do artigo acima mostra que não tem nem auto-controle emocional… Lhe falta sabedoria divina, compreensão ao ser humano e ética profissional.
    No mínimo ! São comportamentos assim que afastam muitas pessoas da igreja, e quem é cético ou ateu ao ler um artigo desses se torna mais incrédulo ainda. E com razão !!!!!!

  37. reirodrigocesari disse:

    Foi Deus quem ordenou a construção da Arca e o povo judeu venerando o Templo também venerava e tinha como sagrado as imagens sacras que estavam dentro dele. Porque o uso de qualquer imagem seria idolatria se Deus aprovou o uso de certas imagens em seu culto? O que Deus proibia era a adoração das imagens religiosas falsas, mas não atribuir valor religioso as imagens verdadeiras. Veneração não é adoração. Para dizer que o uso de qualquer imagem no Cristianismo é idolatria você vai ter que rasgar diversas passagens da Bíblia e negar que as catacumbas dos cristãos primitivos, contemporâneos dos discípulos dos apóstolos, estão repletas de imagens. Supersticioso é você que acredita num pedaço de papel, mas nega a autoridade sacerdotal e os sacramentos da VERDADEIRA e ÚNICA Igreja instituída por Cristo 2000 anos atrás. Se realmente a Igreja é falsa, como a Bíblia pode ser verdadeira se foi a Igreja que determinou isso?

  38. CLAIR disse:

    A Paz do Senhor meus amados irmãos em Cristo Jesus!
    Gostaria de acrescentar algo nesta pagina para que possamos refletir a a cada manhã.

    Ide por todo mundo,pregai o evangelho a toda criatura – Mc. 16:15

    Eu acho que se cada um de nós fizermos a nossa parte como o Senhor nos pede não haveria nada disso, o problema é que as pssoas estão muito preocupadas com o homem, muitos vão na igreja por mera obrigação e saem de lá muitas vezes pior do que entrou, sabe porque meus queridos? porque o coração está longe de DEUS, cada um se preocupa só consigo mesmo.
    Agora eu pergunto se vc é capaz de sair dai onde vc está e dobrar o teu joelho e Orar a Deus pelo seu inimigo, aquele que te ofendeu hoje,
    que falou mal de vc , que te humilhou… sabe oque é isso irmaõs é amor, o verdadeiro amor que o Senhor nos ensinou, se tem igrejas ou pastores fazendo ou pregando o evangelho errado , de qulaquer maneira, Ore por ele ! e tenha certeza de uma coisa …ele terá que prestar contas com Deus.Faça a sua parte
    A oração é o mais perfeito e singelo diálogo entre o homem e Deus! É o bálsamo para sarar nossas feridas, ela nos traz tranqüilidade, serenidade, paz e vitória! Na oração, nossa fé é aumentada, tornando-nos cada dia, mais íntimos do Senhor! Quando oramos, nos aproximamos mais do Senhor e com isso, Deus se torna cada vez mais real em nossas vidas! Por isso, ao falar das armas que Deus nos concede para lutarmos contra o inimigo, o apóstolo Paulo nos aconselha:
    Orando em todo tempo, com toda oração e súplicas!
    Então deixemos de lado astas coisas , a preocupação com o homem , com oque o pastor fulano ou beltrano faz na igreja dele cuidemos de nós e daqueles a quem Deus nos confiou oramos a Deus por justiça , pois só a ele cabe julgar e no tempo certo ele fara a sua colheita.
    Plante a boa semente hoje para colher amanhã.
    Um abraço a tdos, fiquem na paz do Senhor Jesus!!!
    Leiam A PARÁBOLA DO SEMEADOR (Mt 13.1-23; Mc 4.1-20; Lc 8.4-15)

    • Andrea disse:

      E enquanto isso, mais e mais pessoas vão sendo enganadas. É isso que vc propõe? Não falem mal dos pastores, não denunciem, fiquem só orando e deixem os caras aprontarem o quanto quiserem. Me desculpe, mas o nome disso, é omissão, e duvido muito que ser omisso desse jeito, seja atitude de cristão. Deus não mandou que orassem a Ele esperando que a justiça caísse do céu, e muito menos ainda proibiu o julgamento, desde que de acordo com a reta justiça, pois sem julgar, como alguém vai saber o certo e o errado? Esse tipo de coisa é típico dos líderes que não querem ser questionados, e de pessoas que incentivam as outras a serem acomodadas, e aceitarem tudo que o pastor faz de errado, só porque é pastor. Lamentável.

  39. CLAIR disse:

    Gostaria de acrecentar mais uma palavrinha aqui, a teologia etá matando o crente, ela é muito boa para o conhecimento , mas para a pregação eu não acho muito boa não , a palavra tem que vir direcionada pelo Espirito Santo de Deus, direto do coração de Deus para o nosso coração, como fazer isso? rosto no pó jejum e muita oração, ai vcs vão ver oque é o mover do Espirito Santo de Deus! ALELUIAS!!!!

  40. josemassa disse:

    Eu concordo plenamente com o texto da matéria, mas as pessoas são fáceis de serem enganadas. No início do Cristianismo, os Judeus e os Fariseus rejeitaram Cristo e a pregação do Evangelho.
    Não foi nada fácil para as primeiras Igrejas, mesmo depois com a Intervenção de Constantino não foi fácil converter o povo bárbaro, feiticeiro e laico que viviam no território da Ásia, África e Europa.
    Então para pegar tudo mastigado e pela falta de conhecimento dos Cristãos, há Congregações querendo adaptar costumes daqueles que rejeitaram Cristo. Tomara que os Cristãos nunca leiam o Talmud ou a Cabala, pois assim rejeitarão totalmente a Cristo e a sua salvação e ressurreição.
    Paulo foi o que mais escreveu e pregou o Evangelho pois ele conhecia e interpretava as visões espiritualmente, leiam Colossenses 2 – 16.
    Pedro já tinha dificuldades em interpretar as visões que Deus lhe passava. Por isto ele passou por muitas dificuldades, principalmente em relacionamentos e adaptações leiam Atos dos Apóstolos A Visão de Pedro.
    Cristo veio para jogar por terra supertições, prioridades desnecessárias nas leis de Moisés.
    Ele deu ênfase no caráter, atitude, comportamento, mudança, salvação, vigilância, mansidão, cuidado com os inimigos espirituais, igualdade, dons do Espirito Santo e ressureição.
    Reconhecer, assumir os erros e mudar de vêz é o caráter de Cristo.

  41. Ricardo Azevedo Sousa disse:

    Sensacional matéria. Boa parte das igrejas neopentecostais (e até algumas pentecostais mais antigas) está com o costume de venerar símbolos judaicos. Um irmão carnal meu brigou comigo porque não zelei do candelabro dele. A que ponto chegamos.

  42. Evilásio disse:

    Sem falar que as Escrituras, em Jeremias 3:16, proíbem que se faça a arca novamente.

  43. António Joaquim disse:

    A PAZ DO SENHOR IRMÃO É VERDADE SABES A BÍBLIA FALA DEUS FALA EM Jeremias Cap. 3.
    16 E sucederá que, quando vos multiplicardes e frutificardes na terra, naqueles dias, diz o Senhor, nunca mais se dirá: A arca do concerto do Senhor! Nem lhes virá ao coração, nem dela se lembrarão, nem a visitarão; isso não se fará mais..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: