O cristão e o “mundo”

“Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o seu sabor, como tornará a ser sal? Não serve para mais nada; é jogado fora e é calcado aos pés pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada num monte. Quando se acende uma lâmpada, não é para pô-la debaixo do alqueire, mas sobre a luminária, e ela brilha para todos os que estão na casa. Assim também brilhe a vossa luz aos olhos dos homens, a fim de que, vendo as vossas boas obras, eles glorifiquem o vosso Pai que está nos céus.” (Mateus 5:13-16)

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai.” (Mateus 7:21)

“Agora vou para junto de ti, e deixo estas coisas ditas, no mundo, para que eles tenham em si a plenitude da minha alegria. Eu lhes dei a tua palavra, e o mundo os odiou, porque eles não são do mundo, como eu não sou do mundo. Eu não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do mal. Eles não são do mundo, como eu não sou do mundo. Consagra-os pela verdade: a tua palavra é verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, eu os envio ao mundo. E por eles, me consagro a mim mesmo, a fim de que também eles sejam consagrados pela verdade.” (João 17:13-19)

“Não vos conformeis com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12:2)

Pelos versículos citados acima, dá para se ter uma idéia muito clara sobre qual deve ser o papel do cristão no mundo em que vive. Muitos cristãos tendem a se alienar da realidade, achando que devem se isolar das coisas do “mundo”, e assim, não correr o risco de pecar. Mas existe uma grande diferença entre estar no mundo (e a isso todo cristão é chamado), e ser do mundo, participando da corrupção e do mal que nele há. Ser o sal da terra e a luz do mundo, implica em não se esconder. O sal só pode salgar as coisas com as quais entra em contato. A luz só pode ser realmente luz, onde há escuridão. Se colocamos mais sal em algo que já está salgado, estragamos a comida. Se iluminarmos mais um ambiente já iluminado, o excesso de luz cegará as pessoas.

A igreja é lugar de comunhão dos cristãos, mas o local de ação, é o mundo. E sendo assim, é incompreensível um cristão que vive na Terra, como se já estivesse no céu, vivendo apenas a comunhão, a adoração e o louvor, mas negligenciando a ação; recusando-se a atender o pedido de Cristo, de que a nossa luz brilhe no meio dos homens e assim o Pai seja glorificado. O agir no mundo exige muito mais do cristão. Talvez por isso alguns prefiram fugir, e se alienar em seu mundo particular. Mas são servos inúteis, ouvintes esquecidos, pois não vão atrás dos que estão perdidos, não saram os enfermos, não alimentam os que têm fome, não dão de beber aos que têm sede, não vestem os que estão nus, não consolam, não amam. Talvez uma prostituta entre no céu antes desses cristãos. Chocante? Pois saiba que quem disse isso foi o próprio Jesus (Mateus 21:31).

O “ser” cristão não pode se limitar ao interior da igreja. Aliás, penso que as igrejas deveriam ficar vazias a maior parte do tempo, e os cristãos, lá fora, trabalhando, servindo. Por que em vez de juntar as pessoas num culto no domingo, não juntá-las para fazer um mutirão de limpeza numa praça, plantar árvores, cultivar um jardim, ou fazer uma visita num hospital ou asilo? Por que não substituir um culto por uma aula de amor, do lado de fora da igreja? Todos para a rua, e vamos distribuir abraços. Todos para a rua, e vamos pintar o muro todo pixado daquele hospital. E tudo isso sem fazer propaganda da igreja, sem colocar uma placa no muro, dizendo que sua igreja foi quem o pintou. Simplesmente fazer. Por que não? Para adorar e louvar a Deus, teremos toda a eternidade, mas para fazer diferença no mundo, temos pouco tempo. A ação também é uma forma de louvor, e é através do agir que se faz a vontade de Deus. Viver aqui na Terra como se já estivesse no céu, sem tomar conhecimento do mundo, ou pior, desprezando o mundo, não é a vontade do Pai, e não foi o que Jesus ensinou. “Quem quiser ser o maior dentre vós, seja servo de todos… Eu não vim para ser servido, mas para servir.”

“A verdadeira religião é a vida que levamos, e não a crença que professamos.” Louis Nizer

E tudo isso já foi dito antes. Onde você estava, que não ouviu? Ouves agora?

About these ads

5 respostas para O cristão e o “mundo”

  1. O sal tá insipido e a luz ta ofuscada pelo pecado do mundo. Levanta-te Igreja e resplandece por que já vem a tua luz….. Tá na hora de nos despertar do sono…… Jesus está a porta………..

  2. Ricardo disse:

    Muito bom !

  3. Pr.Samuel disse:

    Devemos brilhar no mundo e fazer a diferença, pois fomos chamados para sermos testemunha da luz, JESUS.

  4. Ângelo Campos disse:

    muito bom…
    Nós temos q viver a vida de DEUS e ñ a nossa!
    Hoje nós somos chamados para fazer a diferença,
    e espalhar o evangelho de JESUS.(MT 28:18 à 20).

    Somos uma Nova Geração que vai fazer a diferença,
    como diz a musica do NANI AZEVEDO(Bendito serei)
    Quando nós profetizarmos ñ será a nossa voz e sim a
    voz de DEUS.Por onde nós passarmos, tocarmos será
    abençoado. Mas quando ouvir a voz de “DEUS”.

    ai se alguem kiser baixar essa musica.Este
    é o URL do download da musica:::

    http://www.4shared.com/get/31488921/5db7c681/Nani_Azevedo_-_Bendito_Serei.html

    Copie o URL em cima se kiser baixar
    essa música é uma Benção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: